Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

segunda-feira, 16 de março de 2015

Filme de Maziar Bahari será lançado no Brasil

A exibição faz parte da campanha internacional que cobra do Irã o cumprimento de seus compromissos internacionais de direitos humanos

No próximo dia 17, o Cineclube do Balaio Café, em Brasília, exibirá o filme To Light a Candle, do cineasta iraniano Maziar Bahari. A exibição terá início às 20h e faz parte do ciclo de eventos do lançamento oficial do filme no Brasil. O evento é gratuito, aberto ao público e pretende debater sobre a situação de direitos humanos no Irã, tendo como estudo de caso a negativa de acesso à educação superior aos bahá’ís naquele país.

Lançado internacionalmente mês passado, o documentário To Light a Candle faz parte da campanha Educação não é crime, cujo objetivo é chamar atenção para a situação dos bahá'ís no Irã, além de contribuir com a campanha mundial para que o Irã cumpra com os compromissos assumidos junto ao Conselho de Direitos Humanos da ONU em 2010. Nas próximas semanas, o país aceitará novas recomendações de seus pares em Genebra, e a preocupação geral é que nenhuma das promessas feitas até o momento foram cumpridas, em especial as que têm relação com os bahá’ís.

O filme destaca a resistência dos bahá’ís iranianos que, em face das sistemáticas tentativas do governo para impedí-los do acesso à educação superior, desenvolveram o Instituto Bahá’í de Educação Superior (BIHE, do inglês). Com entrevistas, histórias pessoais e vídeos de arquivo, frequentemente levados para fora do Irã clandestinamente, o filme procura documentar a realidade cotidiana dos bahá'ís, que vivem sob a ameça de violência e prisão, enquanto acadêmicos são impedidos de exercer sua profissão tentam educar a juventude em residências particulares.

A programação da noite contará ainda com uma mesa redonda que abordará a questão dos direitos humanos no Irã. Uma das participantes é a jovem bahá’í Hasti Khoshnam, que foi aluna do BIHE na década de 1990. “Sempre quis ser professora, mas por causa da intolerância religiosa esse sonho não seria possível no Irã, meu país de origem”, diz Hasti, que hoje trabalha numa escola no Lago Sul.

Sobre o diretor
Maziar Bahari foi repórter da Newsweek no Irã entre 1998 e 2011 e produziu diversos outros documentários sobre o país, além de reportagens para emissoras de todo o mundo, incluindo a BBC, Channel4, HBO e Discovery. A próxima campanha de Bahari será dedicada à liberdade de expressão e de imprensa no Irã. Durante os Protestos Eleitorais no Irã em 2009, foi preso sem acusações e detido por 118 dias - tema de seu próximo filme. "Esse tipo de evento internacional, com foco em alguns dos principais temas levantados pelo documentário, são não apenas instrumentais para chamar atenção para o sofrimento enfrentado pelos bahá'ís ao longo de muitas décadas, mas também um estímulo para mudanças positivas. Enquanto os bahá'ís continuarem a enfrentar injustiças, e enquanto as autoridades iranianas os tratarem como cidadãos de segunda categoria, ainda haverá muito a ser feito", afirma Bahari, que estará no Brasil em abril desse ano.

Sobre a situação dos bahá’ís no Irã
Segundo Iradj Roberto Eghrari, representante da Comunidade Bahá’í do Brasil, a perseguição contra os bahá’ís no Irã não é uma simples política de governo. “Essa perseguição não é uma ação do governo atual ou do anterior, nem depende da posição do governante - ou seja, é uma política de estado que vem sendo implementada desde o início da Fé Bahá’í, em 1844. Documentos revelados pela ONU comprovam que o objetivo dessa política, que foi intensificada com a Revolução Islâmica em 1979, é eliminar a viabilidade da comunidade bahá’í do Irã por meio da supressão econômica, do impedimento do acesso à educação e da instabilidade gerada pelas prisões e detenções arbitrárias, que podem ocorrer a qualquer momento, com qualquer bahá’í naquele país.”


Serviço:
Data: 17 de março
Local: Balaio Café (201 Norte)
20h - Exibição do filme To Light a Candle
21 - Mesa Redonda
Moderação: Iradj Roberto Eghrari, especialista em Direitos Humanos
Participação especial de Hasti Khoshnam (BIHE) e Elianildo Nascimento (Iniciativa das Religiões Unidas - URI)

Contato:
Fábio Lucas | Assessor de Comunicação Secretaria Nacional de Ações com a Sociedade e o Governo
Comunidade Bahá'í do Brasil (61) 3255 2200 / 9160-5731