Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

.

sábado, 26 de dezembro de 2015

FioCruz abre vagas gratuitas para especialização em comunicação, arte e cultura na saúde - RJ

Estão abertas as inscrições para o curso de especialização em Comunicação e Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). As inscrições podem ser feitas através do portal da instituição até dia 7 de janeiro de 2016. No total são oferecidas 30 vagas para o curso.
Especialização é oferecida de forma gratuitaOs interessados para ingressar no Programa de Pós-Graduação Lato Sensu em Ciência, Arte e Cultura na Saúde podem se inscrever e pagar uma taxa de R$ 70. A documentação deve ser entregue na sede da Fiocruz entre os dias 1º de dezembro de 2015 a 1º de março de 2016, no período das 10h às 12h ou das 14h às 16h. Caso seja enviado por Sedex, o objeto deve ser postado até dia 26 de fevereiro. Não serão considerados envelopes postados após este dia.
Para ser selecionado no processo seletivo e conseguir cursarde forma gratuito o candidato passará por duas fases. O primeiro será a análise de currículo e depois a entrevista, ambas são de caráter eliminatório. Caso o candidato esqueça de enviar alguma documentação no ato da entrega, ele será automaticamente eliminado. As aulas serão oferecidas de forma presencial.
Após o término do curso, o candidato recebe a titulação Especialista em Ciência, Arte e Cultura na Saúde.

Documentos necessários
Cópia do RG; Cópia do CPF; 3 fotos 3x4 atuais (com nome completo no verso); Ficha de inscrição preenchida e assinada; Cópia do Diploma de graduação e o Diploma original; ou Cópia autenticada do Diploma. No caso de ausência de diploma, será aceita a cópia da Declaração de Conclusão com data que ocorreu colação de grau (autenticada); Cópia autenticada do Histórico Escolar (original e cópia); Comprovante de pagamento original e boleto bancário a ser acessado no final da inscrição; Cópia do comprovante de residência no nome do candidato, pais ou cônjuge (Água, Luz, Gás ou Telefone); Currículo no modelo Lattes ou Curriculum vitae documentado (com as cópias dos comprovantes curriculares em anexo)

Endereço
A sede da FioCruz está localizada na Avenida Brasil, número 4365 – Pavilhão Arthur Neiva – Térreo CEP: 21040-360 – Manguinhos – Rio de Janeiro – RJ. O e-mail e telefones para mais informações são pglscacs@ioc.fiocruz.br e  2562 1201 / 2562 1419.

FONTE: Blasting News

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Escola de Música oferece 200 vagas para cursos gratuitos em Salvador - BA

A Pracatum Escola de Música e Tecnologias está com inscrições abertas para vagas nos cursos de Percussão, Gravação Digital, Sonoplasta, Técnico de Palco (Roadie) e Operador de Áudio. 

A capacitação é gratuita e estão sendo disponibilizadas 200 vagas para jovens com idade entre 15 e 29 anos, com ensino fundamental ou médio em curso e oriundos de bairros populares de Salvador.


As inscrições podem ser realizadas na Associação Pracatum até o dia 27 de novembro, de segunda a sexta-feira, de 09 as 12h e 14 as 17h. Para se inscrever, é necessário cópia da Carteira de Identidade, CPF, NIS, Comprovante de escolaridade e de Residência.  

O projeto é uma parceria da Associação Pracatum com a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social – SJDHDS, através do Programa Jovens Baianos e tem a finalidade de promover a formação de jovens, oportunizando uma formação cidadã comprometida com valores éticos, sociais e culturais, e a atuação destes como agentes de desenvolvimento da Cidadania Juvenil. 

FONTE: iBahia.com

terça-feira, 24 de novembro de 2015

1º Ciclo de palestras "Educação igualitária: diversidade e inclusão" - SP


UNAM promove curso online de robótica


La Universidad Nacional Autónoma de México ha puesto a disposición del público el primer curso online gratuito de robótica que inicia el 1 de diciembre.
Esta es una maravillosa oportunidad para adentrarnos en una disciplina tan compleja como interminable. La universidad más rankeada de México ha programado un curso universitario gratuito en línea para aprender a armar y animar un robot que podemos controlar desde un teléfono inteligente.
El programa consta de una serie de módulos de enseñanza donde podrás aplicar todos los conocimientos adquiridos sobre mecánica, electrónica, programación y electricidad. Aunque a primera vista parece muy difícil, los profesionales de la UNAM responsables de dictar el curso aseguran que el contenido es más fácil de lo que te imaginas.
¿A quién va dirigido el curso? Ideal para estudiantes y profesionales de robótica, mecánica, electrónica y programación, y todo aquel interesado que posea algunos conocimientos previos para lidiar con el contenido técnico.

Para inscribirse en este curso gratuito tienes que ingresar al enlace que vamos a proporcionar a continuación (donde se encuentra toda la información relacionada con el curso, contenidos, docentes, y mucho más): Curso gratis de robótica de la UNAM

Una vez dentro de la plataforma Coursera, responsable de la difusión masiva de cursos universitarios, hacemos clic en el botón "Inscribirse". Ahora tenemos que colocar nuestros datos personales para registrarnos, o caso contrario, vincular tus cuentas sociales para iniciar sesión.

Esto es importante: antes de inscribirte en el curso te aparecerán dos opciones: Curso completo con Certificado (requiere pago), o Curso Completo Sin Certificado (acceso gratuito a los contenidos).

Elige la opción que te convenga. Para llevar el curso de forma gratuita sin pagar un centavo es necesario optar por la segunda opción (puedes solicitar el certificado digital de pago más adelante).

¡Enhorabuena! Ya estás registrado en el curso online gratis de Robótica dictado por la Universidad Nacional Autónoma de México. Recuerda que las clases inician el próximo 1 de diciembre de 2015 ¡Así que no demores en inscribirte!
 

FONTE: Estudiar por Internet

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalcanti abre seleção para curso gratuito de Pós-Graduação - BA




Até o dia 30 de novembro, a Aliança de Redução de Danos Fátima Cavalcanti – ARD-FC, Programa de Extensão Permanente do Departamento de Saúde da Família da Faculdade de Medicina, Universidade Federal da Bahia – UFBA recebe inscrições para o Curso de Especialização “Teoria e Práticas Clínicas em Atenção Psicossocial aos Usuários de Substâncias Psicoativas”, pós-graduação Lato Sensu. O curso, totalmente gratuito, é fruto da parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas – SENAD e visa formar especialistas na atenção integral às pessoas que consomem crack e outras drogas e seus familiares. São 50 vagas para profissionais de assistência social, saúde, educação, justiça, segurança e áreas afins, da rede pública ou de instituições sem fins lucrativos de utilidade pública. O diferencial deste Curso consiste na participação dos alunos em atividades de prática supervisionada, que incluem intervenções de campo, grupos e oficinas, reunião de equipe e para elaboração do Plano Terapêutico Singular (PTS), matriciamento com atenção básica e observação das atividades do Serviço.

 Sob a coordenação do Prof. Dr. Tarcísio Matos de Andrade, a Aliança realiza, desde 2004, ações de redução de danos ao uso nocivo de drogas, no Estado da Bahia. Constituída a partir do desmembramento do corpo técnico e dos projetos executados pelo Programa de Redução de Danos do Centro de Estudos e Tratamento do Abuso de Drogas – CETAD, a Aliança é uma referência nacional e internacional em programas de prevenção, capacitação e pesquisas relacionadas ao campo do consumo de drogas.

O Projeto do Curso de Especialização, o Edital e a Ficha de Inscrição estão disponíveis, até 30 de novembro, no site da Faculdade de Medicina da Bahia http://www.fameb.ufba.br/

Informações
cursodeespecializacao.ardfc@gmail.com
Fone: (71) 3283-5547

FONTE: Site do CETAD

domingo, 22 de novembro de 2015

Minicurso "Ciência e Tecnologia na História Africana" - RJ

Aproveitando a vinda do professor Henrique Cunha para participar de uma mesa no II Seminário do NIDES no dia 27/11/2015, o Nides Ufrj está organizando, um dia antes, o minicurso Ciência e Tecnologia na Historia Africana. Abaixo alguns detalhes do minicurso e alguns textos do Henrique Cunha Junior que ele abordará no curso. 

Para fazer sua pré-inscrição, vá em http://goo.gl/forms/2yURJhaQZK
 
Data: 26/11 - 13:00 as 17:00
Local: Sala C208, 2o andar do bloco C do Centro de Tecnologia da UFRJ
Programação:
13:00 as 14:00 - Breve história da Africa
14:00 as 14:40 - As contribuições geometria e matemática
14:50 as 15:10 - Intervalo para café
15:10 as 16:00 - Tecnologias construtivas
16:00 as 17:00 - Contribuições na química

Formulário de pré-inscrição: http://goo.gl/forms/2yURJhaQZK
Evento gratuito!

Textos:
- Afro-etnomatemática: http://www.mocambos.net/w/images/9/93/Afromatematica.pdf
- Geometria, geometrização e arte afro-islâmica: http://www.periodicos.proped.pro.br/…/1184&usg=AFQjCNFHbMml…
- Tecnologia africana na formação brasileira: http://www.ifrj.edu.br/webfm_send/268

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Minicurso "Mulheres, resistência e (in)dependência: narrativas femininas em perspectiva de gênero" - BA


ENDEREÇO: Rua 13 de Maio, nº 13, Prédio do Hansen Bahia, fundo da Igreja Matriz de Cachoeira, Bahia

terça-feira, 10 de novembro de 2015

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

7º Edital de Formação de Oficineiros LabE em Africanidades

O CyberQuilombo, um projeto do labExperimental – está com inscrições abertas para sua nova turma da formação on-line que mescla cultura digital e africanidades.
O curso é destinado a interessados em desenvolver habilidades de arte-educação, educomunicação e processos colaborativos no tema “Africanidades”, em conjunto com adolescentes, jovens e adultos em escolas e centros culturais.

As vídeo-oficinas foram produzidas com o objetivo de contribuir com o processo de criação de conteúdo sobre a temática afro, a fim de que as mesmas possam ser utilizadas  para estudos online por ativistas, estudiosos e curiosos em geral, e principalmente por professores do ensino básico interessados em aplicar a lei 10.639/03, que define que a temática afrobrasileira é obrigatória nos currículos dos ensinos fundamental e médio.

Serão selecionados dez inscritos, que desenvolverão o projeto com treinamento e acompanhamento da equipe do LabE. Podem se inscrever para o processo de formação maiores de idade, desde que residam no município de São Paulo. O curso é gratuito e as inscrições estão abertas até 11 de novembro.

FONTE: Editais e Afins

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

CGU lança novo curso virtual sobre controle social

A Controladoria-Geral da União (CGU), em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap), lança novo curso virtual “Controle Social”. A capacitação tem inscrições abertas até 5 de novembro e é destinada aos agentes públicos dos três poderes e das três esferas de governo, além de cidadãos em geral.
O objetivo é contribuir para que os participantes tenham conhecimento sobre conceito, componentes e objetivos de controle interno; papéis e responsabilidades da administração e da auditoria interna; participação do cidadão; instrumentos que a sociedade civil pode utilizar no controle social; entre outros.
As aulas vão de 10 a 30 de novembro, com carga horária de 20 horas e sem cobrança de qualquer pagamento. O curso será realizado via plataforma Moodle e é autoinstrucional. 
Controle social
Por meio da participação na gestão pública, os cidadãos podem intervir na tomada da decisão administrativa, orientando a Administração para que adote medidas que realmente atendam ao interesse público e, ao mesmo tempo, podem exercer controle sobre a ação do Estado, exigindo que o gestor público preste contas de sua atuação.
A participação contínua da sociedade na gestão pública é um direito assegurado pela Constituição Federal, permitindo que os cidadãos não só participem da formulação das políticas públicas, mas, também, fiscalizem de forma permanente a aplicação dos recursos.
FONTE: CGU

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Relações raciais na sociedade brasileira são tema de curso gratuito em Cubatão - SP

O Departamento de Igualdade Racial e Étnica da Prefeitura de Cubatão e o conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir) do município promovem entre outubro e novembro o curso Ondjango - Relações Raciais na Sociedade Brasileira. O objetivo do curso é levar à comunidade em geral conceitos para a formação de uma consciência antirracista, com temas ligados à Saúde, Educação, Artes e Políticas Públicas, entre outros.
Ondjango é uma palavra que em Angola e outros países do sul do Saara significa uma forma peculiar de organização comunitária, um pequeno parlamento. A palavra também designa uma construção de pau-a-pique, em forma circular, sem paredes, encoberta de capim (colmo) ou localizado sob uma árvore frondosa, de grandes sombras, onde são realizados encontros.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 8 e 14 de outubro, somente pela internet, no link https://docs.google.com/forms/d/1NvgHccE3UBizpjtGKspm6Nuc2X_qGEbZrIOQsdlaRK0/viewform. São 50 vagas, sendo 10 (dez) são reservadas para integrantes do Compir, 30 para cidadãos e cidadãs cubatenses e 10 para pessoas de outras cidades da região. O critério de seleção será a ordem de inscrição.  A lista final dos inscritos será divulgada no dia 15 de outubro no site oficial da Prefeitura Municipal de Cubatão.

O curso é fruto da II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial, realizada em 2013, e cumpre função relacionada aos eixos de trabalho do Departamento de Igualdade Racial e Étnica da Prefeitura Municipal de Cubatão.
As aulas acontecem de 16/10 até 16/11 no Anfiteatro da Câmara Municipal e na UME Lorena (Av. Nossa Senhora da Lapa, 785, Vila Nova) e incluem também visitas ao Acervo de Memória e do Viver Afrobrasileiro Caio Egydio de Souza Aranha e ao Museu Afro Brasil, ambos em São Paulo, e a exibição seguida de debate do filme "Besouro". O curso é gratuito e terá duração de 40 horas. Serão conferidos certificados aos que participarem de 80% dos módulos do Curso. Confira a programação:

Módulo I - História e Cultura Africanas. Aspectos da Cultura e História Africanas. O legado africano e a contemporaneidade. 3h00
Data: 16/10, às 18h30min
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão
Endereço: Praça dos Emancipadores, s/nº.

Módulo II - História e Cultura Afrobrasileiras: A formação da sociedade brasileira. Escravidão. Quilombos e a resistência afrobrasileira. Abolição. Situação do Negro no Brasil atual. Cultura Afrobrasileira e contemporaneidade: Literatura e Artes Negras, Artistas e Performances. 3h00
Data: 20/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão

Módulo III - Direitos Humanos e Diversidades: noções básicas, dimensões, marcos regulatórios e conjuntura. Diversidades: Identidade de Gênero, Raça/Etnia, Orientação Sexual, Liberdade Religiosa. 3h00
Data: 21/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão

Módulo IV - Racismo Institucional: sensibilização, identificação e abordagem do Racismo Institucional e consequentes discussões a partir de conceitos como Racismo, Preconceito, Discriminação, Estereótipo, Racismo Científico, Democracia Racial, Ideologia do Embranquecimento, Branquitude, Negritude, Identidade, Diferença, Igualdade. 3h00min
Data: 22/10, às 18h30
Local: UME Lorena, Av. Nossa Senhora da Lapa, 785, Vila Nova.

Módulo V - Gênero, raça e etnia: identidade de gênero, interseccionalidades, machismo, racismo, violência doméstica e a tripla discriminação. 3h00
Data: 24/10, às 14h00
Local: UME Lorena

Módulo VI - Saúde da População Negra: a Política Nacional de Saúde Integral a População Negra e o  SUS. Equidade. Os efeitos psicossociais do racismo. 3h00
Data: 27/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão

Módulo VII - Educação, Racismo e Antirracismo: as relações raciais e o racismo no cotidiano escolar. A busca por uma educação etnicorracial e antirracista. O papel do município na implementação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008.  3h00
Data: 28/10, às 18h30
Local: UME Lorena

Módulo VIII - Direito de Igualdade Racial: ações afirmativas, rede de proteção e de enfrentamento ao racismo, Estatuto da Igualdade Racial, cotas e legislação antirracismo. 3h00
Data: 29/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão

Módulo IX - Questão racial e o mercado de Trabalho: análise das relações raciais e desigualdades no acesso ao mercado de trabalho. Afroempreendorismo. 1h30
Data: 31/10, às 13h00
Local: UME Lorena

Módulo X - Juventude Negra, racismo, violência e segurança pública. Análise do perfil e diagnóstico das juventudes negras. Discussão sobre a violência nas periferias. Acesso à justiça e Direitos Humanos. 1h30
Data: 31/10, às 15h00
Local: UME Lorena

Módulo XI - Visita monitorada a Territórios Negros: Acervo de Memória e do Viver Afrobrasileiro Caio Egydio de Souza Aranha e Museu Afro Brasil (ambos em São Paulo). 6h00
Data: 08/11, às 9h00

Módulo XII - Cine-debate filme "Besouro": discussão sobre filme que fala da Bahia, década de 20, tempo em que os negros continuavam sendo tratados como escravos, apesar da abolição da escravatura ter ocorrido décadas antes. Entre eles está Manoel, que quando criança foi apresentado à capoeira pelo Mestre Alípio. O tutor tentou ensiná-lo não apenas os golpes da capoeira, mas também as virtudes da concentração e da justiça. A escolha pelo nome Besouro foi devido à identificação que Manuel teve com o inseto, que, segundo suas características, não deveria voar. Ao crescer Besouro recebe a função de defender seu povo, combatendo a opressão e o preconceito existentes. 4h00min
Data: 14/11, às 14h00
Local: UME Lorena

Módulo XIII - Oficina sobre Lei 10.639/2003: Literatura Afrobrasileira e Poesias Negras: Aspectos da literatura negra dentro do cenário da literatura brasileira. Escritores e escritoras negros(as). Oficina de interpretação e elaboração de poesias negras. Varal de poesias. Sarau improvisado. 3h00
Data: 16/11, às 19h00
Local: UME Lorena

A entrega dos certificados ocorrerá em 20 de novembro, durante evento da Semana de Consciência Negra que fará a entrega do Prêmio Zumbi dos Palmares Edição 2015.
Texto: Alessandro Atanes - MTb 650/96 DRT-MT

domingo, 4 de outubro de 2015

Programa Apoio ao Professor da UNESCO: formação continuada de professores e especialistas em educação, na modalidade a distância

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura(UNESCO) em parceria com o Instituto Phorte Educação oferecem um curso online para professores e especialistas em Educação. O curso tem como principal objetivo destacar subsídios para um bom planejamento pedagógico com a utilização de novas ferramentas, passando pelo seu uso em avaliações escolares e favorecendo o trabalho com competências e habilidades em sala de aula.

Sobre o Programa

O Apoio ao Professor é um programa de extensão universitária para a formação continuada de educadores e especialistas na área de educação de todo o território nacional.  O curso é namodalidade a distância, totalmente gratuito e divide-se em 4 módulos de 12 horas cada. Especialmente preparado para quem busca aperfeiçoamento e crescimento profissional.
O desafio que surgiu com o surgimento de novas tecnologias motivou e levou à concepção e elaboração de um curso que atualize os profissionais sobre o uso dessas tecnologias e suas possibilidades para o ensino médio e fundamental, capacitando-os a utilizar na prática as inúmeras ferramentas digitais como livros didáticos digitais, blogs, wikis, rádio-web, videoaulas, tabelas e formulários de avaliação, simuladores, podcasts e muitas outras ferramentas.

Os módulos

1. Novas tecnologias na aprendizagem: Aspectos Filosóficos
2. Novas tecnologias na aprendizagem: Didática Aplicada
3. Novas tecnologias na aprendizagem: Novas Plataformas
4. Novas tecnologias na aprendizagem: Políticas Educacionais

Quem pode cursar

Qualquer pessoa atuante ou que esteja se preparando para atuar na educação pode fazer os cursos de extensão universitária disponibilizados pelo programa Apoio ao Professor.
Quem cursou ou está cursando qualquer área de graduação voltada à educação, como Pedagogia, as licenciaturas e todas as outras que se relacionam à escola: gestores, educomunicadores, bibliotecários, assistentes sociais, psicólogos educacionais e educadores sociais.

Como fazer a matrícula

A  matrícula deve ser feita neste endereço: Apoio ao Professor Matrícula. Basta clicar em um módulo e preencher o formulário. Depois é só aguardar o email de confirmação. A senha é enviada em até 48 horas após a matrícula.

FONTE: BlastingNews

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Unesp Aberta oferece 5 cursos online gratuitos na área de Educação

Visando auxiliar no processo de qualificação de profissionais de várias áreas, a Unesp – Universidade Estadual Paulista – mantém o projeto ‘Unesp Aberta’, plataforma online dedicada à cursos online gratuitos que podem ser realizados por interessados de todo o país.
Os conteúdos são ofertados através de videoaulas e e-books e, apesar de serem caracterizados como ‘livres’ e não oferecem certificação de conclusão, possibilita que profissionais atualizem-se em suas áreas e qualifiquem-se profissionalmente, a fim de encarar novos desafios.
Se você é professor, a dica é especial e super interessante: a Unesp Aberta está oferecendo 5 cursos online gratuitos na área da Educação. Em tempos de crise, pode ser uma boa oportunidade para diferenciar-se no mercado de trabalho. Conheça os cursos e saiba como realizá-los.

Cursos grátis na Unesp Aberta

Conteúdos e Didática de Alfabetização: O módulo é direcionado à análise das práticas de alfabetização em todos os anos escolares – crianças, jovens e adultos – e foca o estudo na valorização da leitura e da escrita.
Conteúdos e Didática de Artes: O conteúdo aborda técnicas e estratégias de abordagem dos conceitos de arte, principalmente, na educação infantil e ensino fundamental. Trabalha as manifestações eruditas, orais e tradicionais.
Conteúdo e Didática de Ciências e Saúde: Curso focado nos tópicos metodológicos de Ciências e Saúde nos anos iniciais da escola – ensino fundamental. Direcionado exclusivamente aos docentes da área, trabalha temas como fundamentos, história e realidade em sala de aula; objetivos do ensino; seleção e ordenação dos conteúdos; procedimentos de ensino e material didático; projetos de ensino e experimentação.
Educação e Linguagem – Educação Infantil: Conteúdo voltado à educação e aprendizagem de alunos de até seis anos de idade. O curso trabalha tópicos como avaliação curricular e desenvolvimento de identidade e autonomia nos pequenos.
Educação Inclusiva Especial: Discute as principais características e políticas de ação na  inclusão escolar e educação especial. Pode ser acompanhado por docentes de todas as áreas, uma vez que se interessem pelo tópico e possa lhes ser útil na rotina escolar.
Para participar dos cursos, basta se inscrever na plataforma da Unesp Aberta. Os cursos são disponibilizados durante todo o ano, sempre gratuitamente e à distância.
FONTE: BlastingNews

Oficinas do Programa Educativo Gente Arteira da Caixa Cultural Salvador - BA

Como Enxergar Com os Olhos de Cineasta
Facilitador: Diego Haase
Dias 23, 24 e 25/09, das 9 às 13h – 26/09, das 13h30 às 17h30

A oficina propõe analisar o percurso que o cineasta faz para pensar, desenvolver e dirigir o processo criativo para realizar um filme. Da escolha estética para traduzir as palavras do roteiro em imagens e sons, ao desafio de defender uma ideia que será executada por uma pluralidade de artistas e técnicos que dialogam em uma ampla gama de artes e ofícios.
Público a partir de 14 anos
Inscrições presenciais e gratuitas na recepção da Caixa Cultural Salvador

(Foto: Uri Menezes)

Ence abre inscrições para Especialização - RJ




Entre os dias 01 de setembro e 30 de outubro de 2015, estarão abertas as inscrições do processo seletivo para até 30 vagas do curso de Especialização Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território, oferecido pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence). O edital já está disponível neste link.
O curso é gratuito (sem taxa de inscrição e sem mensalidade) e tem contribuído em seus 18 anos de existência para a formação de quadros técnicos, acadêmicos e tomadores de decisão nas áreas de planejamento e gestão ambiental e territorial, nas esferas pública e privada.
O programa está estruturado em quatro bimestres totalizando 420 horas/aula, equivalentes a 28 créditos distribuídos em 16 disciplinas obrigatórias e mais quatro créditos em disciplinas eletivas. A conclusão do curso é condicionada à apresentação de uma monografia. São, ainda, realizadas visitas técnicas e atividades de campo, preferencialmente aos sábados e com até oito horas de duração.
A estrutura curricular explora os conceitos básicos e princípios fundamentais de ecologia, geografia, demografia, desenvolvimento sustentável, políticas públicas, legislação ambiental, análise de impactos ambientais, planejamento e gestão ambiental, gestão territorial e temas correlatos.
O processo seletivo possui três fases de caráter eliminatório:
  • 1ª fase: prova de português e redação - 06 de novembro de 2015
  • 2ª fase: prova de matemática - 06 de novembro de 2015
  • 3ª fase: entrevistas - 03 e 04 de dezembro de 2015
O curso de Especialização tem início previsto para março de 2016. Informações complementares podem ser obtidas na página da Ence.
A Ence é uma instituição federal de ensino superior que faz parte do IBGE. Fundada em 1953, a Escola atua nos níveis de Bacharelado, Especialização (desde 1984), Mestrado (1998) e Doutorado (2014), além de promover atividades de pesquisa e oferecer cursos avulsos de atualização e extensão. Também é responsável pelas atividades de capacitação e treinamento dos servidores do IBGE. Amanhã (01/09) também serão abertas as inscrições para Mestrado e Doutorado, conforme pode ser conferido neste link.


Mais informações e link para o edital do processo seletivo em http://bit.ly/Inscrições_Especialização.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Curso de Documentário Urgente

estelita
Ementa:
A oficina propõe uma reflexão teórica e uma experimentação prática acerca do documentário e suas possibilidades, com ênfase em processos de conflito, participação social, disputa por visibilidade, resistência. Se a circulação de imagens é central no embate político, e o espaço de consumo das imagens é, na verdade um dos campos de batalha no qual as disputas pelos pontos de vistas se dá, como podemos pensar a audiovisual para falar e intervir no presente, construindo um discurso que seja mais do que propaganda? Qual a relação entre militância, propaganda, arte, e documentário? Faz sentido falar de documentário engajado? É possível fazer frente ao grande capital utilizando ferramentas audiovisuais de forma dialógica e aberta?
Professor:
Ernesto de Carvalho é documentarista (diretor, montador e fotógrafo) e antropólogo. Doutorando do curso de Antropologia da New York University, desenvolve pesquisa sobre a utilização do audiovisual por comunidade indígenas, ligadas ao projeto Vídeo nas Aldeias. E também integrante do Movimento Ocupe Estelita, no Recife.
São 25 vagas e as inscrições são gratuitas e devem ser realizadas até 17 de agosto. Os interessados deverão preencher formulário neste link. O curso que ocorrerá durante o CachoeiraDoc no período de 01 a 06 de setembro, na cidade de Cachoeira-BA, no Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB, localizado no quarteirão Leite Alves, rua Maestro Irineu Sacramento, s/n – Centro.
O curso é uma parceria do CachoeiraDoc com a Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte, através do Centro Audiovisual Norte-Nordeste (CANNE).
As aulas acontecerão no Centro de Artes Humanidades e Letras (UFRB) em Cachoeira, Bahia nos seguintes horários:
– Terça-feira (01/09): De 9h às 13h e de 15h às 19h.
– De quarta-feira a domingo (02 a 06/09): De 9h às 13h.
CANNE
O Centro Audiovisual Norte-Nordeste – Canne – promove cursos gratuitos de curta duração com o objetivo de atender interessados em audiovisual e áreas afins, de modo a aperfeiçoar, reciclar e desenvolver conteúdos técnicos e artísticos, além de manter o intercâmbio de experiências com profissionais de diversas áreas.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Inscrições abertas para o curso gratuito Dança Afro: Corpo, Ritmo e Ritual em Estudo - BA

Idealizado pela dançarina de Mandinke (tradição do Oeste da África) e terapeuta de Gestalt Stephanie Bangoura, o projeto contribui para a formação de professores de danças africanas
O curso é formado e orientado por professores e pesquisadores consolidados na área, como a própria Stephanie Bangoura (Alemanha), Verônica de Moraes (MG), José Ricardo (BA) e Tânia Bispo (BA). Além disso, conta com a participação especial de dois mestres africanos – Mohamed Sylla (Guine Conakry) e Dramane Daho (Burkina Faso). A abertura do curso, no dia 10/08, às 10h, na Casa do Benin, será marcada por um ritual com a participação de convidados, alunos, dos professores e da bailarina e coreógrafa alemã, Stephanie Bangoura.
O projeto Dança Afro: Corpo, Ritmo e Ritual em Estudo é direcionado a amadores e interessados no campo das tradições africanas, dança e terapia. A abordagem – teórica e prática – gira em torno de discussões sobre como traduzir as danças africanas, as quais vêm de um contexto ritualístico para a sala de aula, satisfazendo as necessidades e desafios atuais.
Este processo pode ser entendido como uma contribuição na descolonização das danças africanas que hoje, em sua maioria, são praticadas em shows folclóricos ou em academias de fitness. As inscrições podem ser feitas através da páginawww.dancaafro.com, (até o dia 10/08 ou até o preenchimento total das 35 vagas oferecidas). Mais informações no site ou por e-mail: contato@dancaafro.com
Inscrições abertas para o curso Dança Afro: Corpo, Ritmo e Ritual em Estudo
Até o dia 10/08/2015 ou preenchimento total das 35 vagas.
Performance de Abertura – 10/08/2015, 10h.
10/08/2015 a 18/08/2015: Módulo I – Corpo
19/08/2015 a 28/08/2015: Módulo II – Ritmo
Horário: 09h às 14h
Valor: gratuito
Local: Casa do Benin
End.: Rua Padre Agostinho Gomes, nº 17, Pelourinho – Salvador – Bahia
Tel.: (71) 3241.5679
Contato.: contato@dancaafro.com

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Prefeitura de Vitória promove Curso de Qualificação em Dança Afro - ES



Oportunidade para os dançarinos que querem mergulhar no universo da cultura africana: ainda estão abertas as inscrições para o curso de Qualificação em Dança Afro, no Mucane. O curso terá duração de dois anos e é totalmente gratuito. Mais informações: http://bit.ly/1efbB9D

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Fiocruz recebe inscrições para curso gratuito de ‘Elaboração de projetos sócio-comunitários’ - RJ

O curso gratuito oferecido pela Fiocruz pode ser realizado por qualquer pessoa interessada. Denominado “Elaboração de Projetos Sócio comunitários”, quer formar líderes aptos a trabalharem em territórios com grupos socialmente fragilizados.

Presencial, terá duração de 4 meses e será ofertado nas dependências da Fiocruz. O horário das aulas já está definido, será sempre das 09 às 13 horas, às terças e quintas-feiras, de acordo com as informações disponibilizadas no site “Fala Manguinhos!”. 

As aulas terão início no dia 4 de agosto e abordarão os seguintes tópicos:

1-Formação sociopolítica que irá debater entre outros, temas relacionados a formação do Estado, políticas públicas, participação social, território, economia solidária e a favelização da cidade do Rio de Janeiro; 

2- Planejamento e elaboração de projetos que irá oferecer subsídios metodológicos para a construção de projetos sócio comunitários; 

3- Implantação de projetos sócio comunitários que abordará estratégias de captação de recursos financeiros, bem como a pactuação de parcerias.

Inscrições para o curso gratuito da Fiocruz

Interessados podem se inscrever na sala da Cooperação Social (Av. Brasil, 4036 – Prédio da Expansão – 8º Andar – sala 803 – Manguinhos). Caso prefiram, é possível preencher a ficha online aqui.

O último dia para se inscrever é 26 de julho. Maiores informações pelos telefones (21) 38829091 / 38829217 com Ana Paula.
FONTE: Hora Brasil

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Curso de iniciação ao teatro - BA


Curso de Especialização Informática em saúde, na UNIFESP - SP

Quem tem interesse em continuar os estudos após terminara graduação pode contar com mais uma oportunidade. A Universidade Federal de São Paulo – Unifesp, em parceria com a Universidade Aberta do Brasil – UAB, está oferecendo 680 vagas curso é de "Informática em saúde". Interessados devem se inscrever até o dia 15 de julho.

Para poder concorrer a uma das vagas do curso de especialização gratuito a distância é necessário ter concluído qualquer curso superior em instituição reconhecida pelo Mec.

Além de seguir as atividades proposta no ambiente virtual, a pessoa terá que ir por 3 vezes a um dos polos disponíveis, para fazer provas e entregar trabalhos. Os encontros serão sempre aos sábados e as datas ainda não foram agendadas.

Inscrição

As inscrições já podem ser feitas no site da Unifesp. Nele, é possível ter acesso ao edital, preencher a fixa de inscrição e escolher em qual povo vai realizar os encontros presenciais. Não há taxa de inscrição.

Confira os polos disponíveis:

Polo Aracruz (ES) (30 vagas)
Polo Cuiabá (MT) (30)
Polo Florianópolis (SC) (50)
Polo Natal (RN) (30)
 Polo UAB Porto Alegre (RS) (30)
Polo UAB Recife (PE) (30)
Polo Rio de Janeiro (RJ) (30)
Polo UAB Serrana (SP) (50 vagas)
Polo UAB CEU Alvarenga - São Paulo (50)
Polo CEU Aricanduva - São Paulo (SP) (50)
Polo UAB CEU Butantã - São Paulo (50)
Polo CEU Jaçanã - São Paulo (50)
Polo UAB CEU Jambeiro - São Paulo (50 vagas)
Polo CEU Jardim Paulistano - São Paulo (SP) (50)
Polo UAB CEU Meninos - São Paulo (50 vagas)
Polo CEU Parque São Carlos - São Paulo (SP) (50 vagas)

Não há taxas de inscrição, matrícula ou mensalidades, é totalmente gratuito. Mais informações no mesmo site da inscrição.


FONTE: Hora Brasil

sábado, 30 de maio de 2015

Curso gratuito de produção de vídeos educacionais

O curso de Produção de Vídeos Educacionais para Web tem por objetivo o trabalho das etapas de produção de um vídeo educacional caseiro, partindo de determinados conceitos, inclusive de web, dicas e conhecimentos técnicos sobre esta mídia.

O foco principal é que depois do final do curso, o participante tenha aumentado os próprios conhecimentos acerca da produção dos vídeos web, permanecendo apto para uso de determinados parâmetros de apoio, em desenvolver os próprios materiais educacionais.

O resultado aguardado é que ao término todos permaneçam motivados, com disposição para incrementar o próprio fazer pedagógico, clique aqui para saber mais sobre o curso. A profissional Catiúcia Schneider possui graduação em Artes Visuais, especialização em Educação, e mestrado em Educação e Tecnologia. Ela trabalhou por 7 anos como designer em agência AG2.

E na atualidade é professora da coordenadoria de Design do Instituto Federal Sul-rio-grandense, IFSul, em Pelotas, RS. E também atua como gestora de equipe de áudio e vídeo no Núcleo de Produção e Tecnologia Educacional, NPTE, de IFSul.

O curso é composto por 7 aulas, e cada aula é organizada em unidades, de acordo com a necessidade do assunto a trabalhar. O trabalho nas aulas ocorre por meio dos vídeos explicativos, e ao término de cada etapa é mostrada uma proposta de atividade, mais indicações de leituras complementares, como também pelo fim do curso.

Além de ser ferramenta funcional para o ensino, os vídeos são de fácil acesso aos estudantes, seja por meio da internet, como também da televisão e mídias gravadas. O Curso de Produção de Vídeos Educacionais para Web é interessante solução web para os profissionais que desejam trabalhar este segmento, visando ensinar e também inovar.

Fonte: Canal do Ensino.

sábado, 16 de maio de 2015

UNESP Aberta oferece curso Metodologias para Ensino e Aprendizagem de Arte

Teoria, prática e criação. Como os três elementos se relacionam no que diz respeito ao estudo da Arte? Os materiais livres, oferecidos pela Unesp Aberta (linkar: ), “Metodologias para o Ensino e Aprendizagem de Arte” abordam este e outros temas cruciais para o artista, professor e pesquisador da área.

O curso, criado pela professora especialista Rita Luciana Berti Bredariolli, foi originalmente oferecido para cursistas do programa Rede São Paulo de Especialização Docente (Redefor) como uma disciplina de um curso de especialização. No total são seis videoaulas, um texto e uma atividade disponível para quem tiver interesse em aprofundar os estudos como autodidata.

Para se inscrever neste ou em um dos 70 cursos abertos da Universidade, é preciso acessar o site www.unesp.br/unespaberta, realizar e confirmar seu cadastro. Todos são gratuitos, não oferecem certificação, assessoria pedagógica e nem realizam avaliações. Na Unesp Aberta ainda é possível fazer o download de e-books nas áreas de humanas, exatas e biológicas sem custos para o usuário.


UNESP ABERTA
Criado em julho de 2012 pelo Núcleo de Educação a Distância da Unesp (NEaD/Unesp), o portal reúne mais de setenta cursos abertos no modelo internacional Massive Online Open Cursos (MOOC). Pioneira no Brasil, a Unesp segue tendência de universidades mundiais, como MIT, Harvard e Standford. Desta forma, qualquer pessoa interessada pode ter acesso ao material produzido pela Unesp.


Para o professor e coordenador do Núcleo de Educação a Distância da Unesp (NEaD/Unesp), Klaus Schlünzen Junior, esta é uma oportunidade para retribuir os investimentos públicos realizados na Universidade. “A ideia é que aproveitar o material que é produzido pela Unesp, que engloba textos, vídeos, software, animações e atividades e disponibilizar isso para a sociedade brasileira”, completa Schlünzen.

Cadastre-se na Unesp Aberta: www.unesp.br/unespaberta.

Realize o curso “Metodologias para o Ensino e Aprendizagem de Arte”: http://unespaberta.ead.unesp.br/index.php/humanas-2/item/60-meaa.

FONTE: EDUTEC UNESP

Ministério da Saúde e UNA-SUS lançam curso a distância sobre saúde da população LGBT

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da UNA-SUS até 10 de setembro


O Ministério da Saúde (MS) e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) lançaram nesta terça-feira (12), o curso 'Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT)'. As inscrições são gratuitas e já podem ser feitas no site na UNA-SUS até 10 de setembro de 2015.

Ofertado na modalidade de ensino a distância, o curso é voltado para profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente os que atuam na Atenção Básica, mas também está aberto a qualquer pessoa interessada no tema, incluindo gestores, conselheiros de saúde e lideranças e ativistas LGBT. Ele integra os materiais educacionais do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (PROVAB) e está aberto também aos profissionais do Programa Mais Médicos.

O lançamento do módulo aconteceu durante a programação do Seminário de Avaliação da Formação na Política Nacional de Saúde Integral LGBT e o Controle Social do SUS, que teve por objetivo avaliar os cursos de formação para lideranças e ativistas LGBT já promovidos e construir projeto de formação para o biênio 2015-2016.

“Esse módulo de ensino à distância que estamos lançando é parte das estratégias de formação para Política de Saúde Integral LGBT e foi construído a partir do marco fundamental desta política que é a cidadania. Por isso, o curso ultrapassa os limites de pensar a assistência e o cuidado, trazendo uma reflexão sobre acolhimento, humanização e respeito. Ele tem a tarefa de sensibilizar profissionais do SUS a dizer não ao preconceito e à discriminação dentro do SUS”, sintetizou a secretária substituta de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Kátia Souto. 

O secretário executivo da UNA-SUS, Francisco Campos, destacou a importância da parceria com as instituições federais de ensino. “Essa ideia de pegar as universidades, que são financiadas com recursos públicos, e colocá-las a serviço de políticas de equidade em saúde, que também são discutidas pelo Conselho Nacional de Saúde, é um estratégia que estamos perseguindo e que consideramos efetiva”. Atualmente, 32 universidades federais integram a rede da UNA-SUS.

CONSTRUÇÃO COLETIVA - O curso foi desenvolvido de forma intersetorial e participativa, a partir de uma parceria entre as Secretarias de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP) e de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (SGETS) do Ministério da Saúde, e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), que integra a Rede de Instituições Ensino Superior da UNA-SUS, e contou também com a colaboração do Comitê Técnico de Saúde LGBT.


O Comitê Técnico de Saúde LGBT é um espaço consultivo de participação social do Ministério da Saúde que conta com a representação de movimentos sociais LGBT, os quais contribuíram, a partir de suas vivências nos espaços de saúde, com a construção dos conteúdos do módulo.

“Para nós, da sociedade civil, é muito importante vermos o resultado desse trabalho porque somos nós que reivindicamos essa política do governo. Esse é o nosso papel, de fazer controle social, de cobrar e também de propor e apontar as necessidades de saúde de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais”, frisou Fernanda Benvenutty, conselheira nacional de saúde pelo segmento LGBT.

Já o diretor do Departamento de Gestão da Educação em Saúde da SGETS, Alexandre Figueiredo, lembrou que o curso de Saúde LGBT compõem iniciativa do Ministério da Saúde de desenvolvimento de módulos voltados às políticas de equidade em saúde, iniciados com o lançamento do curso de saúde da população negra, no final de 2014. "Para além do espaço virtual que, na verdade, é um disparador dessa formação, nosso propósito é que as práticas na saúde sejam transformadas e estejam baseadas na cidadania, no respeito e na diversidade”.

METODOLOGIA - Para ampliar e facilitar o acesso, o curso é gratuito e utiliza a estratégia de ensino a distância (EAD), em plataforma online ofertada dentro do Sistema UNA-SUS. A estrutura do curso é autoinstrucional e interativa, utilizando momentos de reflexão, vídeos e infográficos. 

Além disso, apresenta sugestões de estudos complementares relacionados à temática ao aluno que queira se aprofundar. As atividades são baseadas em situações cotidianas enfrentadas pela população LGBT nos serviços de saúde e em vivências clínicas, que aproximam o aluno da realidade e ajudam na verificação de processo aprendizagem.

CARGA HORÁRIA E CERTIFICAÇÃO - O curso tem carga horária de 45 horas e poderá ser realizado até 12 de outubro de 2015. Serão certificados todos aqueles que concluírem as atividades do curso obtendo no mínimo de 70% de acertos na avaliação somativa do curso.

PARTICIPANTES - Também participaram do lançamento Rosalin Scalabrin, secretária de Articulação Institucional e Ações Temáticas da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM/PR); Christiana Freitas, coordenadora geral de Educação em Direitos Humanos da Secretária de Direitos Humanos (SDH/PR); e Gil Casimiro, representante do diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

FONTE: Portal Saúde