Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Novo programa de doutorado em espanhol e português nos EUA

A "Northwestern University", na região de Chicago, convida interessados para que se candidatem ao novo programa de doutorado de literaturas e culturas em espanhol e português para começar no ano letivo 2012-2013. Os alunos admitidos recebem cinco anos de financiamento, 2 de bolsa completa, 3 de Teaching Assistanship, além do verão, em que poderão fazer pesquisa em qualquer cidade ou país.

Apesar de todos os alunos do programa terem de cumprir cadeiras em
literaturas de línguas espanhola E portuguesa, o projeto de pesquisa pode ser em literatura brasileira, africana, comparada ou interdisciplinar.

A Northwestern U. tem a maior biblioteca de assuntos africanos do mundo.


Além das especialidades do corpo docente do departamento, a Northwestern tem
  interesse particular em incluir alunos nas seguintes áreas:

- Critical Studies in Theater and Performance

-Critical Theory
-Gender Studies
-Rhetoric and Public Culture
-African Studies (Moçambique, Angola e
outras literaturas africanas comparadas)
-Jewish Studies

Para maiores informações, favor consultar o folheto em anexo.


As inscrições estão abertas até dezembro de 2011.


Para maiores informações, favor escrever para:

Cesar Braga-Pinto
Associate Professor of Brazilian and Comparative Literature
c-braga-pinto@northwestern.edu

Cesar Braga-Pinto

Associate Professor of Brazilian Studies

Director of Undergraduate Studies

Department of Spanish and Portuguese
Northwestern University
Crowe 2-163
Phone: 847-467-8129
1860 Campus Drive
Evanston, IL 60208

terça-feira, 30 de agosto de 2011

30 Vagas para Curso Gratuito de Lubrificador de Veículos - BA


Curso de formação técnica geral, oferecido pelo PROGRAMA PLANSEQ COMÉRCIO VAREJISTA DE COMBUSTÍVEIS/CONVENIO MTE/ SPPE/CODEFAT/ACAFAG


A Associação de Apoio Comunitário à Educação, à Cultura e à Cidadania abriu 30 vagas para o Curso de Lubrificador de Veículos, que é gratuito, e tem como público prioritário os trabalhadores das  populações socialmente vulneráveis, público alvo do Plano Nacional de Qualificação – PNQ. Podem se inscrever jovens e adultos de ambos os sexos, que tenham de 18 a 60 anos de idade, e tenham concluído no mínimo o quarto ano do ensino fundamental. O curso terá carga horária 200 horas/aula.Todos os alunos têm direito a transporte, material didático e lanche.


Documentos:

- Cópia da carteira de identidade e do CPF e comprovante de endereço;
- Comprovante de que tenha concluído no mínimo o quarto ano do ensino fundamental;
- Comprovante de conta na CEF ou Banco do Brasil- para fins do recebimento do transporte.


Inscrições :
ACAFAG – Associação de Apoio Comunitário à Educação, à Cultura e à Cidadania – na Estrada do Coqueiro Grande, 126, Cajazeiras, fundos da Policlínica Cajazeiras

Período: 29 de agosto a 02 de setembro
Horário – 08 às 12 horas

Assessoria de Comunicação – Doris Pinheiro (71 8896-5016)doris.pinheiro@uol.com.br

FONTE: Evolução Hip Hop

Curso "Fontes epigráficas para o estudo da história medieval africana" - BA

 (Clique na imagem para ampliá-la)

O professor e especialista em África Paulo Farias falará nesta quarta-feira (31 de agosto) às 17h, na sede do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia sobre Fontes epigráficas para o estudo da história medieval africana. A entrada é gratuita com direito a certificado. Mais informações no site www.ighb.org.bre tel: (71) 3329 4463.
 

Curso de extensão "A educação popular e seus paradigmas na América Latina" - BA

Prof. Maurício Mogilka

Programa:
• A educação popular: conceito e processos de transformação da subjetividade
• Problemáticas persistentes em educação popular na América Latina
• Paradigmas de trabalho na área: assistencialista, cientificista, marxista, libertador, inclusão social
• O paradigma da libertação como proposta complexa de transformação da realidade

Público-alvo: pessoas que atuam ou desejam atuar em movimentos sociais e liderança comunitária; pesquisa sobre questões sociais; organizações não-governamentais (ONG’s); trabalho comunitário e pastorais; saúde comunitária; projetos sociais.

Carga Horária: 40 horas Local: Sala 7 da Faculdade de Educação (Canela)
Horário: das 18:00 às 22:00 horas, às terças-feiras
Período: de 30/08 a 13/12/2011
Inscrições (gratuitas, 50 vagas): dia 29/08/2011, das 15:00 às 20:00 horas (Sala 4 da Faculdade de Educação/UFBA, bairro do Canela);
Requisito: diploma de nível superior (graduação plena, em qualquer área) + RG
Informações: Tel. 88780106

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

EMUS/UFBA promove "Intercâmbios Etnomusicológicos" - BA

(Clique na imagem para ampliá-la)

CineMUSA apresenta "Pão e tulipas" - BA


Temos o prazer de convidar você para participar do cineMUSA, a mais recente atividade do Programa Integrado de Pesquisa e Cooperação Técnica em Gênero e Saúde – MUSA.
 
Esta é uma iniciativa que pretende criar mais um espaço de aproximação de temas tratados pela Disciplina Raça, Gênero, Sexualidade e Saúde, do curso de Graduação em Saúde Coletiva do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia – ISC/UFBA.
 
Esperamos, com essa iniciativa, não apenas interagir com alunas e alunas da disciplina, mas com demais pessoas que vêem a possibilidade de, através do cinema, olhar, ouvir, sentir, refletir sobre os modos de estar no mundo ... e sonhar.
 
A estréia do cineMUSA acontecerá no Auditório do ISC, no sábado de manhã, às  09:30 do dia 27 de Agosto de 2011.
 
CineMUSA
 
 
APRESENTA
 
Pão e Tulipas
Um filme de Silvio Soldini
imm.jpg
A protagonista cuida dos filhos, do marido, dos afazeres domésticos e segue sua trajetória simples sem maiores questionamentos. Até o dia em que – por incrível que pareça – ela é esquecida dentro de um restaurante à beira da estrada.
Isso mesmo, esquecida, como um objeto qualquer.
De um minuto para outro, Rosalba se vê, ao mesmo tempo, magoada pelo descaso, mas com infinitas possibilidades de vida se descortinando à sua frente.
 
O ato de esquecimento é também um ato de liberdade.
 
 
Sábado, dia 27.08, às 09:30 h, Auditório do ISC
 
Promoção da Disciplina Raça, Gênero, Sexualidade e Saúde para alunas (os) e público em geral

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

1.100 livros da biblioteca de Mindlin, no seu computador

Há duas bibliotecas em construção na USP para abrigar 17 mil títulos doados pelo empresário e bibliófilo José Mindlin, morto aos 95 anos, no dia 28 de fevereiro de 2010. A primeira, de concreto, pode demorar um ano para ficar pronta. A outra, virtual, está funcionando. Já tem disponíveis cerca de 3.500 documentos, dos quais 1.100 livros.
Ela pode ser acessada pelo link http://www.brasiliana.usp.br/ .
Entre eles, há muita raridade. Só como aperitivo, pode-se citar todas as primeiras edições da obra completa de Machado de Assis, José de Alencar, Gonçalves Dias, Casemiro de Abreu, Augusto dos Anjos e da poetisa paulista Francisca Júlia da Silva.
Em algumas semanas, os 42 volumes escritos por Joaquim Nabuco deverão estar digitalizados, em três blocos (dependendo, em alguns casos, dos limites do direito autoral). Além de autores conhecidos, há livros raros, manuscritos, gravuras, relacionados à História do Brasil e outros temas culturais.       
   A biblioteca é chamada Brasiliana, por conter na essência obras relacionadas à literatura brasileira e à portuguesa. O nome completo inclui o da mulher de Mindlin, Guita, também falecida: Biblioteca Brasiliana da USP Guita e José Mindlin. O acervo que o bibliófilo reuniu durante 83 anos, desde 1927, constitui-se de 38 mil títulos. A parte brasiliana tem as 17 mil obras agora doadas.
  Quando a biblioteca de concreto (20 mil metros quadrados) estiver pronta e funcionando, muitas de suas obras raras não serão acessíveis ao público. O professor de História do Brasil Colonial da USP Pedro Luiz Puntoni, diretor da nova biblioteca, explica que isso é prática comum no mundo.
   O cuidado é para preservar a obra. Se um freqüentador pedir uma primeira edição de Machado de Assis, receberá uma orientação: dirigir-se aos computadores. “O texto será digitalizado e colocado on line”, diz Puntoni. “Se for um estudioso, alguém que precise ver o livro físico, o caso será estudado.”
   A decisão caberá à curadora da coleção, Cristina Antunes. Ela tem intimidade com o acervo: cuidou da biblioteca de José Mindlin durante trinta anos.
   “Temos 12 mil alunos na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, e mais 2 mil da pós graduação”, diz o professor Puntoni. “Se cem alunos quiserem pegar Grande Sertão: Veredas (Guimarães Rosa) dia sim, dia não, o livro acaba.” A tentação pode ser grande. Os originais da consagrada obra, de 1956, datilografados e rabiscados pelo autor, estarão no acervo físico da biblioteca.
   Mas não no virtual, devido aos direitos autorais (só liberados 70 anos depois da morte de um autor). Rosa morreu em 1967, há 42 anos.
  Outro problema são os volumes dos modernistas, como Mário de Andrade. No começo do século passado, o papel dos livros era branqueado com uma argila, o caulim. “Usaram muito caulim, e o papel ficou quebradiço”, diz o professor.
   A primeira edição de Macunaíma, de Mário de Andrade, de 1928, está quebradiça. Restaram poucas primeiras edições dos modernistas, diz Puntoni. A previsão dele para as primeiras edições dessas obras é drástica: “Elas vão desaparecer”.
   O estado com que os livros de Mindlin chegaram aos dias de hoje – perfeitos – deve-se à sua mulher, Guita. Ela especializou-se em restauro de livros. Tinha um laboratório em casa, passava o dia trabalhando, dava aulas. “Formou gerações de restauradores”, diz Puntoni. Submetia os livros do marido a um restauro preventivo.
   Guita tinha sua própria biblioteca, onde predominavam publicações sobre sua especialidade. Elas ocupam um cômodo inteiro. Esse acervo também foi doado para a USP.
Dará suporte para um centro de preservação e restauro. Os planos são de que, no futuro, o centro seja uma escola de restauradores.
  Outro projeto é de que a biblioteca tenha não só os livros doados por José Mindlin, mas também reúna os acervos de toda a USP.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Debates de lançamento dos Grundrisse, de Karl Marx - RJ

Para comemorar o lançamento do 12º título da Coleção Marx e Engels e debater suas ideias, a Boitempo Editorial, em parceria com a PUC-SP, a UERJ e o NIEP-MARX (UFF) convida a todos para uma série de debates sobre os Grundrisse.

Todos os eventos são gratuitos e não há inscrição prévia.

Haverá sorteio e venda dos livros da Boitempo com descontos.

Acompanhe a página dos eventos no Facebook Debates de lançamento dos Grundrisse

Programação completa

31/08 | 19h30 - São Paulo (SP)
TUCARENA - PUC-SP
R. Ministro Godói, 969, Perdizes - (11) 3872-2685 | 3865-4914
Debate com Mario Duayer, Jorge Grespan, Francisco de Oliveira, mediação de Beatriz Abramides

Realização: APROPUC, Boitempo Editorial, NEHTIPO (História), HIMEPE (Economia) e Faculdade de Ciências Sociais da PUC-SP

05/09 | 18h30 - Rio de Janeiro (RJ)
Auditório 11 da UERJ - Campus Maracanã
R. São Francisco Xavier, 524 - 1º Andar - Bloco F, Maracanã.
Debate com Mario Duayer, José Paulo Netto, Carlos Nelson Coutinho, Virgínia Fontes, mediação de Gaudêncio Frigotto


Realização: PPFH/UERJ, Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana, Laboratório de Políticas Públicas (LPP/UERJ), Programa de Estudos de América Latina e Caribe (PREALC do CCS/UERJ), Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UERJ, Centro de Estudos Octávio Ianni (CEOI/UERJ) e Boitempo Editorial

30/11 | 18h - Niterói (RJ)
Auditório Florestan Fernandes da UFF - Campus do Gragoatá
R. Visconde do Rio Branco, s/n - Bloco D | São Domingos
Debate no colóquio nacional "Marx e o Marxismo: teoria e prática" organizado pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas sobre Marx e Marxismo (NIEP-MARX). Mesa composta por Mario Duayer, Marcelo Carcanholo (a confirmar) e Maurício Vieira Martins (a confirmar)

Realização: NIEP-MARX, UFF, Conselho Regional de Economia - RJ, FIOCRUZ, NEDDATE, LEMA-UFRJ
Apoio: Boitempo Editorial.

Seminário "Educação, território e empresas cooperativas: desafios para o século XXI" - BA

Estão abertas as inscrições para Seminário EDUCAÇÃO, TERRITÓRIO E EMPRESAS COOPERATIVAS: DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI que acontece na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Salvador, no período de 7 a 8 de novembro de 2011. Este evento surge a partir dos seminários realizados pelo Grupo Empresa e Território coordenado pelo Dr. Francesc Xavier Paunero na Universidade de Girona em 2008 (Mundo Cooperativo e Universidade), 2009 (O cooperativismo nas comarcas de Girona) e 2010 (Um olhar sobre o cooperativismo na América Latina: os casos do México e Brasil) na Espanha. É a partir das discussões desse último que se origina a proposta de realização desse evento no Brasil organizado pelo Grupo de Pesquisa Teoria Social e Projeto Político Pedagógico e o Programa de Pós - Graduação em Educação e Contemporaneidade da UNEB – PPGEduC.
O objetivo é divulgar e potencializar através da educação as idéias sobre autogestão e cooperação na universidade, em três âmbitos particulares:
a) avançar no conhecimento do cooperativismo e da economia social;
b) divulgar, criar opinião e debater sobre a filosofia do cooperativismo no mundo acadêmico; e
c) atuar conjuntamente com a economia cooperativa real mais próxima.
 
Para acessar a programação, efetivas a inscrição (gratuita) e outras informações visite o sitio: http://tsppp.wordpress.com/

Chamada Aberta para Publicações Livres

A pesquisa Contracultura Digital desenvolvida com apoio da Fundação Nacional das Artes (Funarte) é uma proposta de reflexão crítica em mídias digitais, que analisa o contexto contemporâneo de apropriação de tecnologias livres, compreendendo sua idealização enquanto política cultural, seu enraizamento social, a relação com comunidades, envolvendo cidadãos comuns, coletivos, artistas, mestres populares, quilombos, aldeias indígenas, geeks, aprendizes (…).
Essa chamada para Publicações Livres no contexto da Contracultura Digital é aberta a reflexões e registros sobre o processos ligados à Cultura Digital no Brasil, que se relacionem com a contracultura tropicalista tupiniquim. Serão reunidos materiais em formato de textos livres, artigos acadêmicos, fotografias digitais, vídeos, áudios.
Essa chamada é direcionada a Pontos de Cultura, pesquisadores, críticos, gestores, mídias livres e libertárias, artistas, ativistas, cidadãos comuns… que queiram contribuir compartilhando seus registros, impressões e novas criações sobre o processo em curso da Cultura Digital no Brasil, tanto através das políticas culturais como do protagonismo social a partir dos processos de apropriação tecnológica.
Datas e Prazos
Envio de trabalhos: 01 de agosto a 30 de agosto de 2011
Inscrições

Envie sua colaboração para o email - cculturadigital@gmail

Nome………………………………..
Email ………………………………..
Currículo resumido ……………….
arquivo –
x texto      x vídeo       x imagem       x áudio       x ……

Conselho Editorial
Wanderlynne Selva/Thaís Brito / Ricardo Ruiz / Fabi Borges / Luiz Carlos Pinto / Leidiane Coimbra/ Elenara Iabel
Curadoria poética
Maíra Castanheiro/Morgana Borges
*Esta iniciativa foi selecionada pela Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

XXVI Encontro de Aprendizagem Organizacional - BA

 (Clique na imagem para ampliá-la)

Faça sua inscrição gratuita. Favor entrar em contato com Milla Alves no telefone 3332-3344.


Oficinas de dança na FUNCEB - BA

A Escola de dança da Funceb oferece em celebração à semana do folclore oficinas gratuitas referentes às matrizes africanas e danças populares brasileiras.

9H

DANÇAS DOS BLOCOS AFRO - PROF. VÂNIA OLIVEIRA - SALA 1

DANÇAS BRASILEIRAS - PROF. ISIS CARLA - SALA 2

10H30

DANÇA AFRO - PROF. ROBSON CORREIA - SALA 1

DANÇA AFRO-BRASILEIRA - PROF. TATIANA CAMPELO - SALA 2


AS OFICINAS SÃO GRATUITAS E OBEDECERÃO O LIMITE DE 40 ALUNOS POR SALA.

COMPAREÇA!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Palestra com Prof. Dr. Jesiel Oliveira - "A liberdade como norma: a linguagem do povo na literatura brasileira"

Prof. Dr. Jesiel Oliveira
Doutor em Teorias e Crítica da Cultura pelo Programa de Pós-Graduação em Letras e Lingüística da Universidade Federal da Bahia (2008). Atua no ensino e na pesquisa desenvolvendo os seguintes temas: crítica literária pós-colonial, mestiçagem, relações raciais e memória cultural. Presentemente está ingressando na Universidade Federal da Bahia como professor adjunto de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. É membro da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN) e da Associação Internacional de Estudos Literários e Culturais Africanos (AFROLIC).

"A liberdade como norma: a linguagem do povo na literatura brasileira"
A palestra pretende retomar, sob o ponto de vista de professores de literatura, polêmicas recentes acerca da qualidade do ensino de língua portuguesa que se oferece na rede pública presentemente. É sugestivo observar que, se analisarmos obras de alguns autores canônicos da literatura brasileira, como Oswald de Andrade, Guimarães Rosa e Graciliano Ramos, constataremos um diálogo ativo entre linguagem literária e língua popular, diálogo que evidencia uma compreensão do valor desta língua tanto como um fator criativo quanto como uma força expressiva da autenticidade nacional.

Dia: 23 de agosto de 2011 às 17h.
Local: Instituto Geográfico e Histórico da Bahia – Piedade – Salvador – Ba.

Acompanhe maiores detalhes através do endereço HTTP://WWW.falaneguinhofala.blogspot.com.
Inscrições : através do e-mail preconceitonafalaenacor@bol.com.br.

Atenção – As inscrições deverão incluir no assunto, a expressão ” inscrição palestra preconceito” . Vagas limitadas

O LAESER, convida para o primeiro Ciclo de Palestras - "Por uma pedagogia dos indicadores sociais" - RJ

O Ciclo de Palestras do LAESER iniciará com debates tendo por referência o 2º Relatório Anual das Desigualdades Raciais no Brasil; 2009-2010 e o Tempo em Curso – Atividade intitulada “Lendo o Relatório Anual das Desigualdades Raciais no Brasil; 2009-2010 e o Tempo em Curso”.

Primeiro encontro:
Data: 26 de agosto de 2011
Local: Sinpro/Rio - Rua Pedro Lessa Nº35/2º andar

Como primeiro evento, faremos análise dos indicadores na área de educação, tendo por referência o 2º Relatório Anual das Desigualdades Raciais no Brasil; 2009-2010 – Capítulo IV – “Acesso ao sistema de ensino e indicadores de proficiência”.

Palestrantes:
Marcelo Paixão (Professor do Instituto de Economia da UFRJ e coordenador do Laeser)
Azoilda Loretto (Professora Doutora em comunicação e cultura e Coordenadora pedagógica do Laeser)

Contamos com a presença de tod@s!

IX Curso de Ciência Política da ALESP - SP


Horário: quintas-feiras das 18h às 21h
Local: Sala de Aulas do Instituto do Legislativo Paulista
Período: de 15 de setembro a 27 de outubro
 
Programa:
15 de setembro - quinta-feira
18h00 às 19h30 -Roberto Lamari -O novo Legislativo em perspectiva nacional
19h30 às 21h00 - Luciana Cunha - O Poder Judiciário na política nacional
22 de setembro - quinta-feira
18h00 às 19h30 - Vitor Marchetti - A Justiça Eleitoral na política brasileira
19h30 às 21h00 - Maurilio Maldonado - Divisão dos poderes no Brasil
29 de setembro - quinta-feira
18h00 às 19h30 -Fernando Coelho- Administração Pública na política nacional
19h30 às 21h00 –Marco Antonio Teixeira- Tribunal de contas na política nacional
06 de outubro - quinta-feira
18h00 às 19h30 - Rodrigo Estramanho - A história do voto no Brasil
19h30 às 21h00 - Vanessa de Oliveira - Políticas Sociais no Brasil
13 de outubro - quinta-feira
1 8h00 às 19h30 - Claudio Couto - Partidos Políticos no Brasil
19h30 às 21h00 - Wagner Pralon - Lobby e a política nacional
20 de outubro - quinta-feira
18h00 às 19h30 - Rildo Cosson - Letramento Político
19h30 às 21h00 - Sérgio Praça - Corrupção e orçamento no Brasil
27 de outubro - quinta-feira
18h00 às 19h30 - Pedro Dallari - O Legislativo em perspectiva comparada
19h30 às 21h00 - Humberto Dantas - Coligações eleitorais e alianças política
 
Importante:
1. Esta pré-inscrição não garante a imediata matrícula no curso, devido ao limitado número de vagas.
2. Os candidatos deverão consultar a lista de matriculados na página do ILP no site www.al.sp.gov.br.
3. Suas informações pessoais serão de uso restrito da administração do curso.
4. Penalidade: O não comparecimento ao curso implicará impedimento para se matricular nos próximos cursos pelo período de 6 meses.
5. Os Certificados só serão concedidos para os participantes que possuírem freqüência mínima de 75%.
6. Os matriculados que não comparecerem ao primeiro dia de aula poderão ser excluídos do curso.
7. Importante: alunos com freqüência inferior a 60% serão considerados desistentes, estando sujeitos à penalidade descrita no item 4.
 

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Mini-curso "Democracia, Estado e Tradição na Guiné Bissau" - BA

Minicurso proposto pelo Programa Fábrica de Idéias, com recursos do PROAP/Capes do Posafro e do Programa Pró-África do CNPq.

Prof. Dr. Mamadu Jau (Diretor do INEP, Bissau)

Local: Auditório Milton Santos, CEAO (FFCH-UFBA), Largo Dois de Julho s/n
Horários:  terça dia 16/8, quarta dia 17/8 e sexta dia 19/8 de 17 a 20h – 9 horas aulas em total.

A literatura está online ou na fotocopiadora do lado do CEAO.

Tema I. A transição democrática na Guiné-Bissau: balanço e perspectivas

1.    Koudawo, F. & Mendy, P.K., coordenação (1996) Pluralismo político na Guiné-Bissau, uma transição em curso, Bissau, INEP
2.    Augel, J. & Cardoso, C. (1996) Transição democrática na Guiné-Bissau e outros ensaios, Bissau, INEP.
3.    Koudawo, F. (2000) Cabo Verde Guiné-Bissau, Da democracia revolucionária a democracia liberal, Bissau, INEP.
4.    Ki-Zerbo, J. (2006) Para quando África, entrevista de Réne Holenstein, Bissau, Kusi Mon Editora, pp. 11-20 e 63-86.
5.    Mafeje, A. (1995) « Théorie de la démocratie et discours africain : « cassons la croûte, mes compagnons de voyage » in : Processus de démocratisation en Afrique Problèmes et Perspectives, sous direction de Eshetu Chole et Jibrin Ibrahim, Paris, Karthala, pp. 1-25.
6.    Weber, M. (2000) A Política como Profissão, Lisboa, Edições Universitárias Lusófonas.
7.    Bayart, J-F (2006) L´État en Afrique, La Politique du ventre, Paris, fayad (préface)
8.    Mayor, F. (2001) "Desenvolvimento endógeno e governação democrática”, in: Globalização, Desenvolvimento e Equidade, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 89-97.

Tema II. O Estado e o Poder Tradicional na Guiné-Bissau: reconhecimento de conveniência
 

1.    Jao, M. (1996) "Os poderes "tradicionais” no período de transição”, in: Koudawo, F. & Mendy, P.K. Pluralismo Político na Guiné-Bissau, uma transição em curso, Bissau, INEP, pp. 121-133.
2.    Mendes Fernandes, R. (1993) Partido único e poderes tradicionais, in: Soronda, Revista de Estudos Guineenses, nº 16, primeira série, Bissau, INEP, pp. (disponível no site: inep-bissau.com.
3.    Carvalho, C. (s.d.) A Legitimidade da palavra (comunicação)
4.    Matos F. (2009) O Poder local em Moçambique, descentralização, pluralismo jurídico e legitimação, Porto, Editora Afrontamento.

Tema III. Identidade e conflito em contextos de multiculturalidade: Sector de Bula (Norte da Guiné-Bissau)

1.    Wieviorka, M. (2002) A Diferença, Lisboa, Fenda, pp. 101-125.
2.    Identidade /Diferença, in: Enciclopédia Einaudi, vol. 10., Lisboa, Imprensa Nacional -Casa da Moeda, 1995, pp. 11-44.
3.    Etnocentrismo, in: Enciclopédia Einaudi, vol. 10., Lisboa, Imprensa Nacional -Casa da Moeda, 1995, pp. 136-151.
4.    Da Silva, M.J. A. & Lima Brandim, M.J. (2008) Multiculturalismo e educação: em defesa da diversidade, in: Diversa: Ano I, nº 1, pp.51-66
(in: www.fit.br/homem/link/texto/multiculturalismo.pdf).
5.    Da Silva, T.T., A produção social da identidade e da diferença (in: htt://ead.uca.br/orientador/turmat/Acervo/web-F/web-h)

Informações com a secretária da Fábrica de Idéias – tel . 33226813.

CEAO - Centro de Estudos Afro-Orientais

Pç. Inocêncio Galvão, 42, Largo Dois de Julho - CEP 40025-010. Salvador - Bahia - Brasil
Tel (0xx71) 3322-6742 / Fax (0xx71) 3322-8070 - E-mail: ceao@ufba.br
- Site: www.ceao.ufba.br

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Palestra aborda extrema direita e o Islã - RJ

O IESP-UERJ convida para a palestra, “Novos Tempos, Novos Ventos:  A Extrema Direita da Europa e o Islã”.
Palestrante: Prof. José Pedro Zúquete (Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa)
Data: 19/8/2011, sexta-feira, às 14 horas
Local: IESP-UERJ – Rua da Matriz, 82 – Botafogo

Ciclo de Palestras IESP_José Pedro Zúquete_convite.jpg

terça-feira, 9 de agosto de 2011

III CURSO DE EXTENSÃO INICIATIVAS NEGRAS "TROCANDO EXPERIÊNCIAS" - CE

04 a 14 de outubro de 2011
Local: Universidade Federal do Ceará/(Juazeiro do Norte – Ceará)
  
PÚBLICO-ALVO:
Ativistas dos movimentos sociais negros ou de mulheres negras e/ou estudantes que desenvolvam pesquisas na área das relações raciais e/ou de gênero.
 
Serão distribuídas 30 bolsas:
a) 10 bolsas Norte e Nordeste- Receberão passagem (aérea e/ou terrestre), hospedagem e alimentação.
 
b) 5 bolsas gerais-  Receberão passagem (aérea e/ou terrestre), hospedagem e alimentação.
 
c) 15 bolsas parciais – Receberão hospedagem e alimentação.
 
 DOCUMENTAÇÃO A SER ENVIADA ONLINE:
1- Uma carta de recomendação (com assinatura digitalizada) de alguma liderança do Movimento Negro, do Movimento de Mulheres Negras ou de um (a) pesquisador (a) na área das relações raciais.
 
2- Formulário para seleção de participantes (totalmente preenchido).
 
NOTA: Toda a documentação deve ser obrigatoriamente digitalizada e enviada para o e-mail:iniciativasnegras@yahoo.com.br, indicando no campo assunto: SELEÇÃO INE 2011.
 
Período de inscrições : 15 de julho a 20 de agosto de 2011
 
 
MAIORES INFORMAÇÕES:

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Prefeitura e Senac oferecem bolsa de estudo para afro-descendentes - SP

A Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) firmou acordo de cooperação educacional com o Senac para oferecer bolsas de estudos aos estudantes que se declaram preto ou pardo. As inscrições podem ser feitas até 15 de agosto.


Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de bolsas de estudos para afro-descendentes no Senac. A iniciativa é da Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) que firmou acordo de cooperação educacional com a instituição. Podem se candidatar apenas estudantes que se declaram preto ou pardo, conforme classificação do Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE).

Os interessados devem encaminhar a documentação necessária para a Coordenadoria dos Assuntos da População Negra (Cone), da SMPP, responsável pela seleção dos candidatos.

Para realizar a inscrição é necessário preencher um questionário sócio-econômico e apresentar cópia dos seguintes documentos: RG, CPF, 1 (uma) foto tamanho 3x4, comprovante de endereço, comprovante de renda pessoal e familiar, questionário sócio-econômico preenchido pelo candidato e prospecto do Curso, encontrado no site do Senac, (unidade, data , horário e o valor do curso).

O programa concede descontos à população negra do município de São Paulo desde 2007. São beneficiados a cada ano em média 60 jovens com bolsas que variam de 40% a 80%.

Segundo a Coordenadora da Cone, Maria Aparecida de Laia, a maioria dos alunos que concluem o curso no Senac consegue ingressar no mercado de trabalho. “Para nós, a parceria é gratificante, pois é uma forma de fazermos ações afirmativas, oferecendo oportunidades para jovens negros, que não tem condições de pagar um curso integral”, afirma a Coordenadora.

A Cone analisará a situação sócio-econômica do candidato contemplado, objetivando definir o valor da bolsa. Vale ressaltar que os interessados em participar do processo seletivo devem trazer o Formulário de solicitação de bolsa de estudo e a Autodeclaração de Economia Informal, para os trabalhadores informais, devidamente preenchidos na sede da Coordenadoria ou encaminhá-los pelo correio até o dia 15 de agosto. Após essa data, o candidato será automaticamente desclassificado.

Serviço

Inscrições para Bolsa de Estudos - SMPP/SENAC
Data: até 15 de agosto
Local: Coordenadoria dos Assuntos da População Negra (Cone)
Endereço: Rua Líbero Badaró, 119, 6º andar, CEP 01009-000
Telefones: 3113-9745 ou 3113-9746

Cópia dos seguintes documentos (os documentos devem estar em envelope fechado e com nome)
- RG E CPF;
- 1 (uma) foto tamanho 3X4, que deverá ser colada no questionário;
- Comprovante de endereço;
- Comprovante de renda pessoal e familiar (para os trabalhadores informais trazer declaração, que encontra-se no link desse site)
- Questionário sócio-econômico preenchido pelo candidato e
- Prospecto do Curso, no site do Senac ,contendo as seguintes informações : unidade, data , horário e o valor do curso (informações essencial que o candidato deverá trazer no dia da reunião na Secretaria Municipal de Participação e Parcerias – Cone)