Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Palestra online "Novas Tecnologias Interativas em Educação a Distância em Saúde"


A Diretoria de Educação e Capacitação Profissional convida a todos a participarem da última palestra do ano do III Ciclo de Seminários On-Line de TI em Saúde, na segunda-feira, dia 3 de dezembro, as 20h de Brasilia (horário de verão), por webvideoconferência:


Tema: Novas Tecnologias Interativas em Educação a Distância em Saúde 
Palestrante: Profa. Dra. Maria Elisabete Salvador Graziosi (Hospital São Paulo UNIFESP)



Docente do Depto de Informática em Saúde da UNIFESP e Assessora de TI da superintendência do Hospital São Paulo, HU da UNIFESP. Possui graduação em Enfermagem pela UNIFESP, 1988. Mestrado e Doutorado pela UNIFESP, 1997 e 2002. É Assessota Técnica Científica das Unidades Afiliadas da SPDM. Tem experiência na área de Informática em Saúde; atua nas seguintes áreas: EaD e Telemedicina/Telessaúde. 



Endereço do site do III Ciclo de Seminários (acesso apenas para inscritos):


Entrada gratuita, 100 vagas disponíveis. 


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Cangaço é tema de palestras no CEAO - BA

O professor Luiz Pericás ministra duas palestras sobre o cangaço, nos dias 29 e 30 de novembro, às 18h30, no Centro de Estudos Afro-Orientais. Na quinta-feira, em "Cangaceiros: debates e intepretações",  será apresentado o panorama da historiografia sobre o cangaço, mostrando as diferentes abordagens e interpretações sobre o cangaceirismo ao longo do tempo, discutindo a teoria do "banditismo social", elaborada e popularizada pelo historiador britânico Eric Hobsbawm. Na sexta-feira, em "Os cangaceiros: banditismo rural no Nordeste do Brasil", o autor aponta diferentes aspectos sociais e culturais do cangaceirismo do final do século XIX até o final da década de 1930, incluindo aí a origem de classe dos bandoleiros, a estrutura dos bandos, a participação de mulheres e crianças nos grupos, as questões militares, os aspectos "arcaicos" e "modernos" dos bandoleiros.

Sobre o palestrante

Luiz Bernardo Pericás é formado em História pela George Washington University, doutor em História Econômica pela USP e pós-doutor em Ciência Política pela FLACSO (México). Foi Visiting Scholar na Universidade do Texas. É autor de livros como Che Guevara: a luta revolucionária na Bolívia (Xamã, 1997), Um andarilho das Américas (Elevação, 2000), Che Guevara and the Economic Debate in Cuba (Atropos, 2009), Mystery Train (Brasiliense, 2007) e Os Cangaceiros: ensaio de interpretação histórica (2010).

Quando:
29 e 30/11, às 18h30
Onde: Sala 2 (CEAO), Praça General Inocêncio Galvão, 42, Largo 2 de Julho, Centro, Salvador/BA
Quanto: Entrada franca, sem inscrição prévia
Mais informações: posafro@ufba.br

UFU promove Seminários Externos do NUPECS - MG




SEMINÁRIOS EXTERNOS DO NUPECS/UFU - Dez/2012

03/12/2012
18-20hrs - "Andando com Foucault: da biopolítica à ecopolítica" - Profº Drº Edson Passeti (PUC/SP)

11/12/2012
18-19hrs - Lançamento Nacional do Vídeo Documentário "Foucault Loucura Desrazão" (Direção: Eryc Rocha, SESC)
19-21hrs - "Ouvir o real: relatos da biopolítica" - Profº Drº André Queiroz (UFF)

Local: Bl. 5O, Auditório C, Campus Sta. Mônica, UFU.
Obs: será fornecido Certificado de Participação.

Seminário Cinema e Migração - SP



Programação completa:

Mostra de cinema: Cinema e migração

Uma seleção de grandes filmes internacionais tratando o tema da migração, apresentados pelo professor Maurizio Russo (doutor em história pela Universidade de Nancy) e comentados por personalidades do mundo acadêmico e cultural com o público presente. Cinema e Migração é parte do projeto Civilizações migrantes: Migrações e direitos humanos.

Instituto Norberto Bobbio-Cultura, Democracia e Direitos Humanos
Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania/Governo do Estado de São Paulo
Comissão Municipal pelos Direitos Humanos de São Paulo
Centro de Estudos Migratórios/Missão Paz
Associação Cidade Escola Aprendiz
Memorial da América Latina
  

O cinema como memória da migração

O cinema, produto cultural complexo de uma sociedade que é narrada através dos seus próprios intelectuais, recolhe a memória dos fenômenos relevantes que marcam a história desta sociedade.
O cinema conservou e transmitiu a memória da migração, testemunhando um fenômeno de grande relevância social, política, econômica em sua evolução através dos anos, desde o pós-guerra até os dias atuais.

Os trabalhos artísticos de autores como Pietro Germi, Franco Brusati, Luchino Visconti, Ettore Scola, Mathieu Kassovitz, Kean Loach entre outros narram com olhar crítico, irônico, dramático ou grotesco a história das sociedades contemporâneas que vivem o fenômeno da migração como um dos aspectos fundamentais da própria evolução.

O cinema é a memória revisitada, e nas mãos desses intelectuais-artistas, narra, conta, descreve o que é ser migrante, em lugares e em épocas diferentes, distantes no tempo e no espaço, deixando uma série de interpretações sugestivas e artísticas, e também altamente críticas do que foi por exemplo, a migração italiana no mundo.

O seminário traça a história desta memória por meio de algumas obras fundamentais da cinematografia, favorecendo o encontro de São Paulo cidade, por antonomásia, da migração com a memória desta migração. 


28 de Novembro 2012
Bolivia de Adrián Caetano, o cinema latino e a migraçao.
Migrantes e crises: a procura de uma vida melhor.


LOCAL

Instituto Cervantes de Sao Paulo | Av. Paulista, 2439 –  térreo |  Auditorio do Espaço Cultural

HORÁRIO
A partir das 19h00

ENTRADA FRANCA

Sexto encontro do seminário Cinema e Migração, parte do projeto Civilizações migrantes: Migrações e direitos humanos.

Coordenado e ministrado pelo professor Maurizio Russo (doutor em história cultural pela Universidade de Nancy).

Um filme de 2001 que narra uma “história pequenina, de um tipo que vem trabalhar na Argentina na esperança de conseguir melhorar de vida”. É a história do boliviano Freddy e também da paraguaia Rosa e de outros trabalhadores comuns reduzidos a quase nada pela crise econômica, presos num bar de esquina, “lugar em que se dá um enfrentamento entre gente de uma mesma classe social vítimas de um destino que sequer chegam a entender.

Com o apoio do  Instituto Cervantes

Programação completa:

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Cipó promove série de atividades com o tema "Dois de Julho: a Independência do Brasil na Bahia" - BA


A equipe do Projeto Dois de Julho: a Independência do Brasil na Bahia, projeto da CIPÓ – Comunicação Interativa, desenvolvido pelo Núcleo de Produção da Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia de Salvador, irá realizar, durante o mês de dezembro, atividades de formação voltadas para gestores escolares, coordenadores pedagógicos, professores, educadores de projetos sociais e profissionais de áreas afins.  Para participar, basta preencher a ficha de inscrição em anexo e encaminhá-la para o seguinte e-mail:oikabum_salvador@cipo.org.br

As atividades formativas acontecerão sempre no turno vespertino, das 14h às 18h, na sede da Oi Kabum (ver endereço ao final deste documento). As pessoas interessadas deverão optar por uma das datas dentre as oferecidas e indicadas na ficha de inscrição. O encontro incluirá atividade vivencial com os materiais da coletânea e visita guiada à Exposição Multimídia AO PÉ DO CABOCLO. Os participantes receberão certificados e a coletânea, composta por textos temáticos ilustrados, fotografias, vídeos, animações ematerial educativo, que consta de Guia do Educador e materiais de referência. Todos os materiais da coletânea encontram-sereunidos em um Site e em DVD-ROM, que serão disponibilizados ao público em geral, mas especialmente para utilização nas escolas e projetos socioeducativos.

O projeto Dois de Julho: a Independência do Brasil na Bahia tem como objetivo contribuir para o registro e disseminação de uma das mais importantes festas da cultura da Bahia, o Dois de Julho, ampliando o compartilhamento dos múltiplos significados desta manifestação político-cultural. A Coletânea Dois de Julho: a Independência do Brasil na Bahia foi desenvolvida por uma equipe de jovens e profissionais através de um projeto temático do Núcleo de Produção Kabum! Novos Produtores. Acreditamos que esta coletânea pode se configurar em um importante material de apoio para práticas pedagógicas que articulem conteúdos de História e de Cultura Afro-Brasileira e Indígena (lei 11.645/08) e de temáticas diversas relacionadas a grandes áreas do conhecimento.

A Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia é um programa do Oi Futuro, realizado em parceria com a ONG CIPÓ – Comunicação Interativa e configura-se como um espaço de formação de jovens por meio do seu envolvimento na produção de peças de comunicação em fotografia, vídeo, computação e design gráfico. O Núcleo de Produção Kabum! Novos Produtores oferece oportunidades de experiências profissionais e de inserção qualificada no mundo do trabalho para jovens que passam pelo programa de formação da Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia.


Informação sobre os encontros
ONDE: Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia de Salvador – Terreiro de Jesus, n° 17, Centro Histórico
QUANDO: 1º, 3, 5, 6, 7, 10 e 11 de dezembro de 2012 (Os interessados deverão optar por uma destas datas na ficha de inscrição), das 14h às 18h

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

USP promove Curso "Pedagogia griô e participação partilhada do conhecimento" - SP


Natureza do curso: 
 Difusão

Público Alvo: 
Professores, estudantes, agentes culturais e público em geral.
Objetivo: 
O curso tem como proposta vivenciar, experimentar e refletir sobre a importância da Pedagogia Griô no interior dos princípios da Produção Partilhada do Conhecimento. Estimular o encontro entre os âmbitos estéticos (sensíveis) e conceituais baseados nos fundamentos da compreensão de mundo presente nas culturas orais tradicionais brasileiras.
Programa: 
Disciplina 01: Pedagogia Griô: uma proposta político pedagógica – 25 horas
Ementa: A disciplina objetiva apresentar a pedagogia griô como um projeto político e pedagógico inovador para a elaboração do conhecimento em diálogo com os saberes e fazeres de tradição oral. Por meio de um diálogo com a Produção Partilhada do Conhecimento e com práticas de transmissão oral de mestres e griôs de tradição oral, objetiva dispor no meio acadêmico uma iniciação pedagógica interdisciplinar que coloca no centro do saber, e da vivência, a identidade e ancestralidade do povo brasileiro.  
Temáticas:
- Histórico, definição e princípios;
- Referencial teórico-metodológico e tendência pedagógica;
- Conceitos fundamentais; 
- Modelo de Ação Pedagógica;
- Práticas pedagógicas
Disciplina 02Produção Partilhada do Conhecimento - 15 horas
Ementa: A disciplina objetiva apresentar novas abordagens conceituais e midiáticas à produção do conhecimento. Por meio de um diálogo com as propostas da Pedagogia Griô, objetiva oferecer novas abordagens para o encontro entre os saberes orais das culturas tradicionais brasileiras e as possibilidades de uma maior socialização destes saberes nos âmbitos do ensino em geral.
Temáticas: 
- Fundamentos da Produção Partilhada do Conhecimento; 
- Práticas e produtos midiáticos expressivos da Produção Partilhada do Conhecimento;
- O encontro entre as tradições orais da cultura e os saberes na Universidade;
- A experiência estética (sensível) como fundamento para a produção e socialização do saber.
Metodologias:
- Práticas pedagógicas sistematizadas – vivências de identidade, rodas de  bênçãos, roda de contação de histórias,  trilhas griôs,  jogos de trilha, encontros dialógicos, círculos de cultura, oficina de saberes e fazeres, cortejos e outros.
- Exercícios audiovisuais como expressividade hipermídia dos conceitos desenvolvidos.
- Exposição de filmes (cine-forum) que abordam as temáticas identificadas acima.
Materiais de Apoio:
- Projetos estratégicos implementados (histórico e resultados): Projeto Grãos de Luz e Griô, projeto Rede Ação Griô, projeto Prêmio Griô na escola na internet e na TV
- Políticas públicas e referências legais na área de educação e cultura
- Apresentação das hipermídias: Diadorim, Coroação de Reis Congo, Antropologia Visual, Labirinto e Hipermídia e Boe Eru Kurireu.
- Materiais da Pedagogia Griô: Sacola de retalhos, Vídeo da Pedagogia Griô, Livro da Pedagogia Griô, Livro o Mito do Diamante.
Período de Matrícula (enquanto houver vaga): 
 26.11 a 30.11.2012
Detalhes: 
• Matrícula Presencial (Veja ao lado Procedimentos Matrícula Presencial )
• O aluno deverá confirmar, através do e-mail agenda@usp.br ou do telefone (11) 3091-4645, que realmente irá participar do curso até o dia 03/12;
Desistência: 
O aluno desistente deverá comparecer à Secretaria ou ligar no telefone 3091-4645, no prazo de 2 dias antes do início do curso. Assim, caso haja Lista de Espera, poderemos preencher as vagas.


Mais informações: http://sce.fflch.usp.br/node/1104

sábado, 17 de novembro de 2012

Curso "Educação das Relações Étnico-raciais: conhecendo a historiografia africanista" - BA

O Grupo de Pesquisa HCEL vinculado a Faculdade de Educação da
Universidade Federal da Bahia está promovendo o curso de Extensão
“EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: CONHECENDO A HISTORIOGRAFIA
AFRICANISTA, com carga horária de 180 horas, na modalidade presencial.

Informações Gerais

INSCRIÇÃO
Período de Inscrição: 14 a 23 de Novembro de 2012
Local: Email do curso (
cursoextensao180h@gmail.com)

Vagas: 90 vagas, sendo 60 vagas para graduados em História, preferencialmente ensinando na rede pública (Educação Básica), 20 vagas para graduados em outras áreas das ciências humanas e 10 vagas para graduandos das diversas áreas de conhecimento

Os interessados deverão enviar solicitação da inscrição anexando a ficha de inscrição devidamente preenchida, o diploma e histórico do curso de graduação para o email
cursoextensao180h@gmail.com

Obs. Para os graduandos – Apenas o envio por email (em anexo) da ficha de ficha de inscrição preenchida e histórico escolar

Os graduados – Enviar por email (em Anexo) ficha de inscrição preenchida, diploma e histórico da graduação.

Critérios de Seleção dos cursistas: Ordem de inscrição, envio correto da ficha de inscrição e documentação (diploma e histórico da graduação) scaneada.

P.S. O curso é gratuito e o certificado será emitido pela UFBA

domingo, 4 de novembro de 2012

Debate "E o Estado laico? Religiosidades, sexualidades, sociedade e o campo político brasileiro" - SP

 
 
O último ciclo de debates do ano organizado pelo Mapô - Núcleo de Estudos Interdisciplinar em Raça, Gênero e Sexualidade da Universidade Federal de São Paulo - Campus Guarulhos, tem como tema "E o Estado laico? Religiosidades, sexualidades, sociedade e o campo político brasileiro" e contará com as presenças de Rodney William Eugênio (mestre em Gerontologia Social, pesquisador sobre religiões de matriz africana e babalorixá); Yury Orozco (Católicas pelo Direito de Decidir) e de Sandra Duarte (Universidade Metodista).
Onde: Campus Guarulhos da Universidade Federal de São Paulo - Estrada do Caminho Velho, 333; Bairro dos Pimentas; Guarulhos.
Horário: 18h

Curso de programação em Java

Java é, atualmente, a linguagem de programação mais usada no Brasil e devido ao baixo número de profissionais na área de TI, o ramo da programação é um dos que mais sofrem déficit com a falta de
profissionais. Porém, basta olhar para os lados para ver onde a tecnologia é importante, e é bem óbvio notar que a demanda está crescendo.
E tudo, absolutamente tudo relacionado com tecnologia passa pela programação.

A linguagem de programação Java é especialmente útil por ser multi-plataforma, ou seja, uma vez criado um programa ele pode rodar em Windows, Linux e Mac, existindo vertentes até mobile. Quem nunca baixou um jogo ou programa em Java pra rodar no seu celular? O sistema Android, por exemplo, é desenvolvido em Java.

O curso é online, totalmente gratuito e não exige cadastro (assim você evita de correr o risco de receber spams).
É dividido em seções e por assuntos, com screenshots, vídeo-aulas, exercícios resolvidos, com códigos de aplicativos e jogos detalhadamente explicados.

É voltado para iniciantes em Java, inclusive para quem nunca programou antes. Ou seja, para os principiantes, basta seguir a ordem do sumário.
Porém, pode servir de consulta ou para aprender algo específico, caso não seja novato.

Atualmente o curso conta com mais de 100 artigos, continua crescendo e o autor recebe e explana dúvidas.