Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

quarta-feira, 31 de março de 2010

UNEB promove "X Ciclo de Formação: discutindo os clássicos" - BA

Michel de Certeau e a Educação
Acesse a Ficha de Inscrição do Ciclo

A quarta edição dos Ciclos de Formação intenciona discutir e aprofundar questões teórico-metodológicas, com ênfase no aprofundamento de pressupostos epistemológicos das obras de diferentes Clássicos e pensadores contemporâneos para o campo educacional.          

A proposição dos três ciclos por semestre, busca alargar as discussões sobre diferentes pensadores, possíveis articulações e contribuições com as pesquisas da área e, mais especificamente, com os estudos desenvolvidos pelas Linhas de Pesquisa do Programa e dos Grupos de Pesquisas. Intenta-se articular a atividade com a participação de professores convidados de outras universidade e dos professores do PPGEduC.

Na quarta edição o X Ciclo de Formação intitula-se Michel de Certeau e a Educação, ao discutir contribuições do pensamento de Certeau para o campo educacional, com a Profa. Dra. Nilda Alves (UERJ), que acontecerá nos dias 15 e 16/04 de 2010.  O XI Ciclo será realizado entre os dias 20 e 21 de maio e coordenado pela Linha de Pesquisa 3 do PPGEduC/UNEB. O XII Ciclo, acontecerá entre os dias 08 e 09 de julho e coordenado pela Linha de Pesquisa 1 do PPGEduC/UNEB.

A promoção dos Ciclos, no âmbito do PPGEduC - Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade, articula-se como ação das linhas de pesquisa e do GRAFHO - Grupo de Pesquisa (Auto)biografia, Formação História Oral, com o objetivo de contribuir para as discussões teóricas das pesquisas em desenvolvimento, a partir da socialização e sistematização de  princípios teóricos dos autores trabalhados. As inscrições para participação nos respectivos Ciclos serão realizadas através do e-mail grafho@uol.com.br, conforme divulgação no site do PPGEduC.

Ciclo de Formação X
Datas: 15 e 16 de abril de 2010
Local: Auditório PPGEduC/UNEB

Temática:
Michel de Certeau e a Educação

Responsável:
Nilda Alves
Professora Titular da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e Coordenadora do Laboratório Educação e Imagem (www.lab-eduimagem.pro.br)

Quem é Certeau: a pessoa e a persona. Suas obras. Os livros A invenção do cotidiano I e II. O contexto mundial da época. ‘Espaçostempos’ sugeridos e aqueles cujos estudos foram completados. Importância para as pesquisas em educação dessas obras. A relação do pensamento de Certeau com as pesquisas com os cotidianos.

1º Momento: [Quinta – 15/04 – tarde – 14 as 17 h]
Certeau – pessoa e persona: o estudioso de manifestações populares e manifestações culturais; sobre “A invenção do cotidiano” 1 e 2; questões teóricas centrais; as principais “conversas”  teóricas de Certeau
(ter à disposição dos participantes esses dois livros; leitura anterior: Primeira parte, item III: Fazer com: usos e táticas)

2º Momento: [Sexta – 16/04 – manhã – 9 as 12 h]
Estudos anunciados (vol 1): práticas de espaço: caminhadas pela cidade; naval e carcerário; relatos de espaço; usos da língua: economia escriturística; citações de vozes; ler: uma operação de caça; maneiras de crer: credibilidades políticas; o inominável: morrer; indeterminadas
Os dois estudos publicados (vol 2): cozinhar e morar
(leitura anterior: Terceira parte, item IX: Relatos de espaço)

3º Momento: [Sexta – 16/04 – tarde – 14 as 17 h]
Certeau e as possibilidades de pesquisas nos/dos/com os cotidianos: redes educativas e as escolas.
(leitura anterior: dois textos de Nilda Alves)

Bibliografia básica
ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho – os cotidianos das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In OLIVEIRA, Inês Barbosa de e ALVES, Nilda. Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas – sobre redes de saberes. Petrópolis/RJ: DPetAlii, 2008: 15 – 38.
_______. Sobre movimentos das pesquisas nos/dos/com os cotidianos. In OLIVEIRA, Inês Barbosa de e ALVES, Nilda. Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas – sobre redes de saberes. Petrópolis/RJ: DPetAlii, 2008: 39 – 48.
CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano – artes de fazer. Petrópolis/RJ: Vozes, 1994.
CERTEAU et alii. A invenção do cotidiano 2 – morar e cozinhar. Petrópolis/RJ: Vozes, 1996.

Observações:
1. Os diversos livros de CERTEAU serão levados para conhecimento dos participantes;
2. As leituras prévias serão indicadas para os participantes após a inscrição;

30 mil livros gratuitos

Mais de 30 mil livros clássicos, em domínio público, serão disponibilizados na iBooks Store no dia 3 de Abril. O dia marca não só o lançamento do iPad  como o anúncio oficial da parceria da entre a Apple o Projeto Gutenberg, uma iniciativa voluntária de digitalização de livros com o copyright expirado.
De acordo com uma foto do aplicativo da iBook Store, a loja virtual de e-books lançada junto com o tablet, as obras serão oferecidas gratuitamente. Além disso, todos os livros serão livres de DRM, a trava anticópias que o próprio iTunes deixou de lado em 2009.
De qualquer maneira, você nem precisa do iPad: todos os livros do projeto estão disponíveis na internet, no site oficial da iniciativa.

Fonte: Link

Colóquio discute políticas educacionais e exclusão social na América Latina - RJ

(Clique na imagem para ampliá-la)

terça-feira, 30 de março de 2010

Curso a distância "Gestão em Políticas Públicas em Raça e Gênero "

O Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher torna público a realização do Curso de Formação em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça. Trata-se de um curso oferecido pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), a Universidade Federal de Minas Gerais e a Universidade Aberta em uma parceria com a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR/PR), a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (MEC), o Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos (CLAM).

O objetivo do curso Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça – GPP-GeR é formar profissionais aptos a atuar no processo de elaboração, aplicação, monitoramento e avaliação de projetos e ações de forma a assegurar a transversalidade e a intersetorialidade de gênero e raça nas políticas públicas. A meta é que a Administração Pública desenvolva instrumentos para transformar a preocupação com a equidade de gênero e raça em ações permanentes e sistêmicas incorporadas à agenda pública. O curso de aperfeiçoamento em gestão pública é dirigido a servidores federais, estaduais e municipais da Administração Pública, a integrantes
dos Conselhos de Direitos da Mulher, dos Fóruns Intergovernamentais de Promoção da Igualdade Racial, dos Conselhos de Educação e aos dirigentes de organismos não-governamentais ligados à temática de gênero e da igualdade étnico-racial. Também serão beneficiados pelo programa gestores das áreas de educação, saúde, trabalho, segurança e planejamento. 

O curso é GRATUITO e as inscrições estarão abertas de 08 de Março à 11 de Abril de 2010 e poderão ser realizadas através do site www.fafich.ufmg.br/nepem/gppger. Mais informações podem ser obtidas através do email gppger@fafich.ufmg.br.
Desde já agradecemos a participação de todos!

Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre a Mulher
Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas
Av. Antonio Carlos, 6627 – FAFICH – Sala 3045 - Cidade Universitária -
Pampulha
CEP 31270-901 - Belo Horizonte – MG / e-mail: nepem@fafich.ufmg.br Home
Page: www.fafcih.ufmg.br/nepem - Tel. 34095351

segunda-feira, 29 de março de 2010

Curso "Formação de Operadores do Sistema de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em Conflito com a Lei" - BA

O Centro de Recursos Humanos da FFCH-UFBA, em parceria com a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH) e a Secretaria de Desenvolvimento e Combate à Pobreza do Estado da Bahia (SEDES), convida a todos para a aula inaugural do curso Formação de Operadores do Sistema de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em Conflito com a Lei na Bahia.

A aula inaugural será proferida na próxima terça-feira, 30 de março, às 14 horas, no salão nobre da Reitoria, pelo Prof. Antonio Carlos Gomes da Costa, pedagogo que foi um dos redatores do Estatuto da Criança e do Adolescente.

domingo, 28 de março de 2010

I Mostra Cinema-Historia Social - BA


A atividade consistirá em seis sessões, no período de 3 a 8 de abril na Sala Walter da Silveira - Biblioteca Central dos Barris. Inicialmente será feita a projeção e logo em seguida a discussão do filme, entre os cineastas e os pesquisadores, com participação do público.

Programação em PDF

INSCRIÇÕES GRATUITAS, dias 03 e 04, a partir das 15h.
CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO

Contatos
88568327 / 91237413
Sala Walter da Silveira
Rua General Labatut, 27 - Barris (prédio da Biblioteca Pública Estadual).


sábado, 27 de março de 2010

Curso de Comunicação Política e Políticas da Comunicação - BA

O Núcleo Omi-Dùdú e o Grupo de Pesquisa Permanecer Milton Santos, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), oferecem o "Curso de Comunicação Política e Políticas da Comunicação", com o intuito de agregar formação para lideranças sociais e do movimento negro, de abril a julho de 2010.
 
O objetivo principal do curso é "colaborar para a formação e capacitação de lideranças dos movimentos sociais, incluído o movimento negro, no que tange às especificidades da Comunicação Política e das Políticas de Comunicação em vigor no Brasil e no mundo, em um momento em que a sociedade brasileira – preparando-se para mais uma campanha eleitoral em 2010 – passa por transformações políticas que devem resultar em maior diversidade e pluralismo democrático.
 
Processo de Inscrição e Seleção:
 
Com 40 vagas, o curso é oferecido gratuitamente a lideranças do movimento negro e social que podem se inscrever nos dias úteis de 29 de março a 12 de abril, das 9h30 às 17h, na sede do Omi-Dudu (Rua Monte Conselho, 121,  Rio Vermelho, Salvador, BA).
 
- Das 40 vagas, 30 podem ser preenchidas por indicação de entidades do movimento social, incluindo o Movimento Negro, que deve selecionar até 2 candidatos por entidade.
- 10 vagas devem ser preenchidas por candidatos avulsos, não indicados por entidades, mas que comprovem atuação social.
- Os candidatos devem ter concluído, no mínimo, o curso médio.

-
A inscrição será feita mediante apresentação dos seguintes documentos: Carta de encaminhamento da organização que pertence; Copias de RG, CPF, 01 fotos 3X4 e histórico escolar.
 
As aulas têm início em 20 de abril e vão até o dia 20 julho, sempre às terças e quinta-feiras, das 18h30 às 20h30, na Biblioteca Central dos Barris. Desta forma, são completadas 50 horas-aula de curso que serão divididas em três módulos.
 
Ementa
Os conteúdos programáticos terão como recorte a construção da imagem dos movimentos sociais pela Análise da imagem do negro nos meios de comunicação brasileiro e os produtos finais do curso de capacitação e formação serão um jornal mural e um programa de rádio, frutos do módulo de práticas de Comunicação.
 
Mais informações: 
Carina Burana – (71) 3334-2948 e 3334-5982  /  
Dj Branco – (71) 91510631 / 

sexta-feira, 26 de março de 2010

Associação Baiana de Cegos abre inscrições para cursos gratuitos - BA

Como parte da programação de cursos, eventos e ações educativas, estamos oferecendo os seguintes cursos:
 
Em parceria com a Associação Educacional Sons no Silêncio, (AESOS) e com o apoio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esportes (SETRE), 
estão abertas oportunidades para as seguintes qualificações:

* 01 turma de informática com leitor de tela para pessoas cegas ou com
baixa visão
* 01 turma de massoterapia

Critérios:
Ter deficiência visual ou auditiva
Idade minima de 16 anos
Escolaridade: Ensino fundamental
Carga horária = 200h
Horários:

Curso de massoterapia: 8:00h às 13:00h
Informática: 13:00h às 18:00h

Local: Sede da ABC
Rua Mesquita dos Barris, 40
Os alunos terão os cursos gratuitamente. Receberão camisa, apostilas, material didático, lanche.

Detran inscreve até hoje para curso gratuito para renovação de CNH - BA

A Escola Pública de Trânsito (Eptran) inscreve até esta sexta-feira, 26, gratuitamente, para o curso de renovação da carteira nacional de habilitação (CNH). O curso é uma das exigências para quem precisa renovar o documento. No total, são 40 vagas. A Eptran é mantida pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA).  

Para se inscrever, o candidato deve se dirigir à Eptran, localizada no prédio do Detran-BA (Avenida ACM), levando a CNH, das 8h às 12h ou das 14h às 16h. O curso, que inclui disciplinas como direção defensiva e primeiros socorros, começa na segunda (29), das 8 às 12 horas, e se encerra na quarta (31).

O candidato à renovação precisa comprar o laudo (R$ 68) e realizar exame de aptidão física e mental em uma clínica sorteada pelo órgão. Depois disso é que ou participa do curso teórico na Eptran ou em um centro de formação de condutores (CFC) ou  realiza prova eletrônica gratuita (que deve ser agendada previamente). Cumpridas estas etapas, o condutor pode obter o documento.

Mais informações sobre a matrícula podem ser obtidas pelo telefone 3116-2326.

quinta-feira, 25 de março de 2010

quarta-feira, 24 de março de 2010

Seminário Interdisciplinar "Bahia sem intolerâncias e preconceitos - por mobilizações e direitos" - BA


Faculdade da Cidade do Salvador – salão nobre, das 19 às 22h00h   

25/03
A luta pelo reconhecimento da identidade indígena e demarcação do seu território
Expositores/ debatedores:  
José Augusto Sampaio (antropólogo, professor da UNEB e coordenador da Associação Nacional de Ação Indigenista, ANAI), Carlos Eduardo Chaves (membro da Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais do Estado da Bahia, AATR), Patrícia Moraes (membro da comunidade Pataxó e estudante de Direito UFBA), e Maria Catharina Neta (advogada do Grupo Tortura Nunca Mais)

29/04
A luta dos gays, lésbicas, travestis, transexuais, transgêneros e profissionais do sexo pela criminalização das intolerâncias e fobias, por condições dignas de vida, trabalho e resgate a auto-estima.
Expositores/ debatedores:  
Marcelo Cerqueira (membro do Grupo Gay da Bahia, GGB), Leo Creti (Vereadora da Cidade de Salvador), Marilene Silva (fundadora da Associação das Profissionais do Sexo da Bahia - APROSBA) e Andressa Ribeiro (mestrando em Ciências Sociais – UFBA)
                                
27/05
A realidade do emprego doméstico, dos catadores de material reciclável no espaço público e dos puxadores de cordas no carnaval de Salvador.
Expositores/ debatedores: 
Creuza Oliveira (presidente da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas, FENATRAD; Antônio Bunchaft (diretor da organização não-governamental PANGEA) , e Percival Bispo dos Santos (Presidente do Sindicato dos Cordeiros de Salvador, SINDCORDA)

31/05  (na Faculdada FTC)
A luta por moradia e infra-estrutura urbana e pelo  direito ao trabalho na terra
Expositores/ debatedores:  
Ana Vanesca(movimento sem teto, em Salvador), Iuri Falcão (advogado dos trabalhadores sem teto e membro da AATR); Evonildo Loures (coordenador do MST) e Paulo Andrade Magalhães (professor da Faculdade da Cidade, membro da AATR e advogado do MST)                                                                                                                                   

"(...) Este é tempo de partido, tempo de homens partidos. Em vão percorremos volumes, viajamos e nos colorimos. A hora pressentida esmigalha-se em pó na rua. Os homens pedem carne. Fogo. Sapatos. As leis não bastam. Os lírios não nascem da lei. Meu nome é tumulto, e escreve-se na pedra. (...)"                                                    
                                                                    Carlos Drummond de Andrade
                                                                    
         O seminário “Bahia sem intolerâncias e preconceitos - por mobilizações e direitos” é uma atividade do projeto Núcleo de Estudos da História do Direito, NEDHI (constituído na linha de pesquisa “Memória, Direitos Humanos, Violência e Cidadania”) do Núcleo de Antropologia da Imagem e da História Visual, NAHV, que visa conjugar a produção de reflexões teóricas com intervenções a ordem instituída, ultrapassando obviedades. O evento integra também o programa da disciplina Hermenêutica Jurídica da Faculdade da Cidade, 1º semestre/2010, que propõe uma interdisciplinarida de através da problematizaçã o de temas e da interação dos alunos na conflituosidade social. Visa tão somente semear idéias, abrir espaços, caminhos e oportunizá-los para uma prática crítico-reflexiva sobre a cultura jurídica liberal/individuali sta e um novo olhar para a interpretação das leis, tendo os Direitos Humanos como base hermenêutica. Segundo Perelman a “argumentação dos juristas depende da idéia de que eles têm acerca do Direito e do funcionamento da sociedade”.
 Assim através da formação de quatro mesas, sendo a última realizada na Faculdade FTC, se travará um diálogo com os atores jurídicos, teóricos do saber científico, parlamentares e sujeitos coletivos (historicamente marginalizados e intérpretes da constituição) acerca da desigualdade social, dos obstáculos e oportunidades na sociedade; dos preconceitos aos homossexuais, profissionais do sexo e às classes desfavorecidas; a garantia da eficácia de direitos e cidadania; as experiências e formas de organizações coletivas a luz da Constituição Federal do Brasil.
Nesse viés de questionamentos serão abordadas, desde as considerações sobre os programas paliativos e assistencialistas, a falta de uma reforma agrária e de assistência jurídica as classes populares, aos desfechos dos processos judiciais de demarcação de reserva indígena e de ações de reintegração de posse. Também a luta das profissionais do sexo contra os estigmas da sociedade, pela regulamentação da sua profissão, acesso a saúde e a educação; o descumprimento das obrigações trabalhistas as empregadas domésticas, o assédio sexual, a violência física e verbal e a reivindicação aos direitos da CLT; a sobrevivência dos catadores de material reciclável nas ruas, lixões e aterros, sua baixa escolaridade, a falta de qualificação profissional e pertença social e a proposta de transformar a coleta seletiva em política pública; articulação dos cordeiros pelas garantias trabalhistas e melhor remuneração; as conquistas em âmbito federal, estadual e municipal de leis e jurisprudências em prol dos direitos da comunidade homossexual; a luta pelo direito à livre orientação sexual, identidade de gênero, erradicação da homofobia e o reconhecimento da união civil de pessoas do mesmo sexo e que autoriza a mudança do nome civil das travestis e transexuais pelo seu nome social.
O evento será aberto à população em geral cuja inscrição gratuita poderá ser efetuada na Coordenação de Extensão da Faculdade da Cidade. Fornecerá certificado de participação para quem assistir no mínimo três seminários.

Apoio:
Departamento do Curso de Direito da Faculdade da Cidade, Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais no Estado da Bahia, AATR; Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares, RENAP; Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, MST-BA; Via Campesina; Associação Nacional de Ação Indigenista, ANAI; Sindicato dos Trabalhadores Domésticos no Estado da Bahia, SINDOMÉSTICO; Federação Nacional dos Trabalhadores Domésticos, FENATRAD; Grupo Gay da Bahia, GGB; e Associação Brasileira de Rádios Comunitárias, ABRACO-BA.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Encontro de São Lázaro - BA

Confira a programação completa do "Encontro de São Lázaro", o "I Encontro dos Programas de Pós-Graduação da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas e do Instituto de Psicologia da UFBA".
Palestras, comunicações, mini-cursos e mesas redondas estão programados para o Pavilhão de Aulas São Lázaro e para o auditório do CRH. As plenárias serão realizadas no Salão Nobre da Reitoria. Mais informações em www.ffch.ufba.br.

Confira a programação:

Local: Salão Nobre da Reitoria da UFBA

Segunda-feira, 22 de março
19h: Conferência de Manuela Carneiro da Cunha - CULTURA COM ASPAS.

Terça-feira, 23 de março
18h30: Mesa redonda A CRISE METROPOLITANA DE SALVADOR, coordenada por Ordep Serra, com a participação de Paulo Ormindo Soares, Carl
Von Hauenschild, Hortênsia Pinho e Débora Nunes.

Quarta-feira, 24 de março
18h30: Conferência de Paulo Rogério Meira Menandro - PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA: A CRESCENTE DIVERSIDADE IMPLICA RISCOS

Quinta-feira, 25 de março
18h30: Conferência de Fernando Novais, - HISTORIOGRAFIA DA NOVA HISTÓRIA.

Sexta-feira, 26 de março
10h30: Conferência de Marilena Chauí - UTOPIA E DISTOPIA.

Eventos gratuitos do mês da Dança no Espaço Xisto Bahia - BA


Maiores informações:

Mell Borba
(COLAR CULAR - Coletivo de Artistas da Cultura Popular)
mell.borba@gmail.com
+55 71 8820.1944
Blogspot: http://dancasdobrasil.blogspot.com
Multiply: http://mellborba.multiply.com

Espaço Xisto Bahia
xistobahia@gmail.com
Rua General Labatut, 27
Salvador - BA, 41290-560
(0xx)71 3117-6155


21/04/2010 - (Ritmoclore)
Folclore contado através dos ritmos Nordestinos
[ Mell Borba e Convidados ]
Hora: 14:30 às 17:30
Gratuita

PALESTRA  Danças Populares Nordestinas: origens e ressignificações
[ CONVIDADOS: Bailarinos, Músicos, Professores, Historiadores, Sociólogos ]
Dia: 30/04
Hora: 17:00
Gratuita


domingo, 21 de março de 2010

Assessoria Internacional da UFBA seleciona estudantes para curso de Relações Internacionais - BA

A UFBA selecionará 8 estudantes para participar do curso sobre relações internacionais a ser ministrado por docentes do James Madison College, da Michigan State University (MSU), em conjunto com professores da UFBA. O referido curso, que acontecerá entre 5 de junho e 4 de julho do corrente ano, nas dependências da Escola de Administração, enfocará temas relativos às Relações Internacionais, política econômica, teoria política e políticas sociais, com ênfase na situação da América Latina e do Caribe. Temas relacionados às consequências políticas e sociais das reformas econômicas liberais e do reconhecimento positivo de fatores étnicos e sociais, assim como o estabelecimento de políticas multiculturais serão enfatizados.
Trata-se de um curso intensivo, no qual os estudantes da UFBA conviverão com alunos da MSU, não só em classe como em uma série de atividades sociais. Os alunos brasileiros serão selecionados através de entrevista por professores da Escola de Administração e da Assessoria para Assuntos Internacionais da UFBA. A fluência em inglês será fator determinante para a escolha dos candidatos, que devem possuir coeficiente de rendimento igual ou superior a 7,0. Aqueles que possuem certificados de proficiência na língua inglesa, como TOEFL, Michigan ou Cambridge, terão preferência. Será concedido certificado conjunto, UFBA/MSU aos alunos brasileiros. As inscrições para a seleção devem ser feitas, de segunda a quinta-feira, com a Sra. Cláudia Barreto, no período da 14:00 às 17:00 h, na Assessoria para Assuntos Internacionais, até o dia 10 de abril.

Asssessoria para Assuntos internacionais da UFBA
Rua Augusto Vianna, S/N, Canela, Salvadr, Bahia, Brasil
Tel: + 55 71 3283 7025
Fax: 55 71 3283 7067
email: assesint@ufba.br

sábado, 20 de março de 2010

Ateliê gratuito de Slam, Poesia e Música - RJ

(Clique na imagem para ampliá-la)

Inscrições abertas para curso on-line de Direitos Humanos e Mediação de Conflitos

Estão abertas as inscrições para o curso Direitos Humanos e Mediação de Conflitos, oferecido pela Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) em parceria com o Instituto de Tecnologia Social. O curso é integralmente à distância e gratuito. O objetivo desse curso é trabalhar os conceitos de direitos humanos e mediação de conflitos, sob a perspectiva da diversidade, contribuindo para a conscientização, a compreensão e a efetivação dos seus conceitos.

Essa formação pretende contribuir para que lideranças comunitárias, militantes de movimentos sociais e membros de pastorais e comunidades religiosas promovam os direitos humanos e atuem na resolução dos conflitos em suas comunidades

O curso é composto por 10 módulos que ficarão permanentemente disponíveis:
Módulo 1: Direitos Humanos e conflitos;
Módulo 2: Violência e não-violência nos Direitos Humanos;
Módulo 3: Direito à vida, à alimentação e à saúde;
Módulo 4: Direito à moradia, à terra e à cidade;
Módulo 5: Direito à educação, direito ao trabalho e à seguridade social;
Módulo 6: Formas não-violentas de resolução de conflitos;
Módulo 7: Inserindo na luta a não-violência ativa;
Módulo 8:Mediação passo-a-passo;
Módulo 9: Experiências de mediação popular no Brasil;
Módulo 10: Solidários na diversidade e iguais no acesso à Justiça.

Ao final da programação do curso, é realizado um teste e, dependendo do desempenho, é emitido o certificado (carga horária de 60h).

Inscrições pelo link: http://cursos.educacaoadistancia.org.br/course/category.php?id=7

sexta-feira, 19 de março de 2010

quinta-feira, 18 de março de 2010

SUA CIA de Dança apresenta Ideias de Teto - BA

Abrindo as celebrações do mês da dança e iniciando a circulação pelo Palco Giratório, apresentaremos Ideias de Teto.

Dia 1º/04, Teatro Sesc Pelourinho, em duas sessões: 18h e 20h.
Tragam as crianças e toda a família.
Para solicitar ingressos, favor entrar em contato com:
nataliavalerio@gmail.com

quarta-feira, 17 de março de 2010

Seminário discute desigualdades raciais no mundo do trabalho - SP

Seminários - Grupo de Pesquisa CNPq Trabalho, Sindicalismo e Sociedade
"A reprodução das desigualdades raciais no mundo do trabalho. Uma abordagem econômica."
Prof. Dr. Pedro Caldas Chadarevian
 
Professor do curso de Ciências Econômicas da UFSCar (Campus Sorocaba). Graduado em Economia pela Universidade de São Paulo (1998), mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (2001) e doutor em Economia no IHEAL, Universidade de Paris 3 - Sorbonne Nouvelle (2006).

Data: 19/03 (sexta-feira)
Horário: 17 horas
Local: Sala G1 - FEA-USP

I Diálogo Geohistórico,"Grupos Marginais no Capitalismo Subordinado" - GO

O Centro Acadêmico de Geografia da Universidade Estadual de Goiás (Anápolis) apresenta o I Diálogo Geohistórico, cujo tema será "Grupos Marginais no Capitalismo Subordinado". A intenção desse evento, além de abordar os estudos sobre os grupos marginais e as categorias "incluídos/excluídos" sob uma ótica totalizante do capitalismo, é apresentar e divulgar um Grupo de Estudos com nome homônimo ao desse diálogo.

A lógica do I Diálogo Geohistórico será pautada em promover uma mesa redonda com a participação dos professores Marcos Ataídes (Geografia - UEG), Lisandro Braga, José Santana e Edmilson Marques (História - UEG). O evento acontecerá no dia 26 de Março de 2010, a partir das 13:30h. com previsão de término às 17:00h., a entrada é franca e os ouvintes receberão certificado com carga horária de quatro horas de atividades extra-curriculares.

Não deixe de participar!

Desde já agradecemos a sua atenção.

Participação e Luta - Centro Acadêmico de Geografia

O CEAFRO e o CEERT/SP convidam para o lançamento da 5ª edição do prêmio “Educar para a Igualdade Racial” - BA

  (Clique na imagem para ampliá-la)

O prêmio “Educar para a Igualdade Racial” é uma parceria do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Diversidade/CEERT com o Grupo Santander Brasil e a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR. Tem como principal objetivo identificar, difundir, reconhecer e apoiar práticas pedagógicas e de gestão escolar preocupadas com a valorização da diversidade. A idéia é premiar iniciativas que tomem a valorização da diversidade como conteúdo essencial para o pleno desenvolvimento dos alunos e como estratégia para erradicação do racismo e do preconceito existentes na sociedade brasileira. A abrangência do prêmio é nacional, destinando-se a professoras e professores, bem como à gestão escolar, nas modalidades educação infantil, ensino fundamental (anos iniciais e anos finais) e ensino médio. 

Com a intenção de estimular a institucionalização de práticas pedagógicas preocupadas com o tema da diversidade étnico-racial, o prêmio contempla também ações na área da gestão escolar. Desta forma, pretende incentivar a implementação das diretrizes curriculares nacionais para educação das relações étnico-raciais e o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. 

Na Bahia, a divulgação do Prêmio está sendo feita pelo CEAFRO. O CEAFRO é um programa de Educação e Profissionalização para a Igualdade Racial e de Gênero, do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO/UFBA) que há 15 anos vêm atuando na área de educação antirracismo.  

Neste sentido, o CEAFRO tem o prazer de convidar todos/as os/as parceiros/as para participar do lançamento do prêmio, que acontecerá no dia 23 de março, das 09 às 12h, no Auditório Milton Santos CEAO/CEAFRO; e das 14 às 17h no CMEI Cid Passos, em Coutos. Nos dois momentos, o lançamento contará com a presença de professoras, gestoras, órgãos governamentais ligados às temáticas do prêmio e representantes da sociedade civil. 

As inscrições para o prêmio estão abertas até o dia 7 maio de 2010 e poderão ser feitas pela internet (www.ceert.org.br) ou pelos correios.

Cursos de capacitação para jovens - BA


(Clique na imagem para ampliá-la)

Seminários do DAN - DF

Coordenação:
Profa. Andréa de Souza Lobo
Profa. Juliana Braz Dias

Local: Sala de Reuniões do Departamento de Antropologia (UnB)
Horário: 16:00 horas
Março
24 - Gonçalo João Duro dos Santos (Department of Anthropology, London School of Economics): ‘‘Leilões de palavras' e torneios de virtude no Sul da China. Uma abordagem etnográfica ao universo da imaginação ética”.
31 - Florian Mühlfried (UNICAMP/ Max Planck Institute for Social Anthropology): “Newborn Citizens in a Post-Soviet Landscape”.

Abril
07 - José Antonio Kelly Luciani (UFSC): “Indianización del estado y anti-mestizaje indígena en Venezuela”.
28 – Henyo T. Barretto Filho (IEB):

Maio
12 - Carlos Steil (UFRGS): “Corpo, paisagem e espiritualidade. Um olhar antropológico sobre o centro ecológico Rincão Gaia - Pantano Grande, RS”.
26 - Paulo Abrantes (UnB): “A Cultura na Antropologia Biológica Contemporânea”.

Junho
9 - Annette Leibing (Universidade de Montreal): “Heterotopias - Corpo, cidadania e hipertensão numa favela carioca”.
23 - Ruben Caixeta de Queiroz (UFMG/UnB): “Redes de Grupos Locais no Norte-Amazônico: uma análise espaço-temporal do complexo Tarumã/Parukoto”.
 
Inscrições para Certificado: De 22 a 29/03/2009
Local Departamento de Antropologia/UnB – ICC Centro –Sobreloja- B1-347
Observação: Os seminários são abertos ao público em geral. Para obtenção de certificado é necessário o comparecimento em seis palestras.

terça-feira, 16 de março de 2010

Abertas inscrições para curso de Extensão Módulo I: Noções de Lógica e Teoria dos Conjuntos na UFRB - BA

Período: 22/03/2010 a 07/04/2010

Dias e Horários: Segundas e Quartas, das 18h40min às 20h40min
Objetivo: Disponibilizar, para a comunidade externa e interna da UFRB, o acesso ao conhecimento e ao aprimoramento de noções básicas de Lógica Matemática e da Teoria dos Conjuntos, através de um curso ministrado por um docente, contribuindo, dessa forma, para a diminuição das lacunas, destes conteúdos, existentes na formação básica dos indivíduos da comunidade externa, sobretudo dos discentes da UFRB

Turmas e Vagas: Serão ofertadas 3 (três) turmas com 40 (quarenta) alunos cada
Inscrições: 16/03/2010 a 18/03/2010
Local: CETEC/UFRB - Cruz das Almas
Horário: 08h às 17h
Documentação: Preenchimento da ficha de inscrição
Resultado da Seleção: 19/03/2010, após as 16h no mural externo do CETEC/UFRB
Requisitos: (i) Ser aluno regularmente matriculado na UFRB (ii) Já ter concluído ou ser concluinte do Ensino Médio em 2010

Curso Avançado em Estudos Étnicos Raciais - Tema: Patrimônio, Memória e Identidade - BA

Inscrições até 31 de março de 2010

O PROGRAMA FÁBRICA DE IDÉIAS da Universidade Federal da Bahia anuncia a realização, pelo décimo terceiro ano consecutivo, do Curso Fábrica de Idéias, um Curso que visa contribuir para o treinamento de pesquisadores que estudam processos de racialização e formação de identidades étnicas. Ênfase especial é dada às relações branco-negro e à produção de culturas negras na América Latina, África e diáspora africana. O Curso adota uma perspectiva comparativa, explorando vários contextos, e espera promover o intercâmbio entre estudantes e professores de diversas regiões do Brasil e de outros países, sobretudo no eixo Sul-Sul aspectos das relações raciais a partir do contato com a produção intelectual brasileira.


REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO:
Os candidatos deverão ter formação pós-graduada ou equivalente. Uma comissão fará a seleção com base na documentação apresentada e suas decisões serão definitivas.
Os interessados em participar deverão preencher o formulário on line disponível no site http://www.fabricadeideias.ufba.br, no período compreendido entre 15 de janeiro a 31 de março de 2010. O formulário poderá ser preenchido em português, espanhol ou na versão em inglês.
 
Por motivos técnicos utilizaremos o mesmo sistema de inscrição de 2009. Nesse sentido, os interessados em participar do processo seletivo do Fábrica 2010 deverão efetuar suas inscrições no ícone onde se lê " Inscrições 2009/registration for 2009.

Lançamento do jogo Calangos - BA

O Café Científico, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA/UEFS) e pela LDM - Livraria Multicampi, tem o prazer de convidá-los para um evento especial neste mês de março de 2010: 

22 de março de 2010 – 18:00
Lançamento do jogo Calangos, um jogo eletrônico para ensinar ecologia e evolução.
Angelo Loula e Antonio Apolinário (UEFS), Pedro Luís Bernardo da Rocha (UFBA), Leandro Nunes de Castro (Mackenzie), Charbel El-Hani (UFBA).
 
- Demonstração do jogo eletrônico.
 
- Documentário sobre a produção do jogo.
 
Para maiores detalhes, ver o resumo abaixo.
 
O Café Científico é um local em que qualquer pessoa pode discutir desenvolvimentos recentes das várias ciências e seus impactos sociais. Ele oferece uma oportunidade para que cientistas e o público em geral se encontrem face a face para discutir questões científicas, numa atmosfera agradável.
 
O evento é inteiramente gratuito e não necessita de inscrição. O local é a LDM - Livraria Multicampi, na Rua Direita da Piedade, 20, Piedade. O Café Científico ocorre na segunda semana de cada mês, sempre às segundas-feiras, às 18:30 horas. O telefone da livraria é (71)2101-8000. Informações podem ser conseguidas também no telefone (71) 3283-6568.
 
Maiores informações sobre o café científico de Salvador podem ser encontradas em http://cafecientificossa.blogspot.com
 
Informações gerais sobre a iniciativa dos Cafés Científicos podem ser conseguidas no seguinte sítio: http://www.cafescientifique.org.
 
Att
Comissão Organizadora do Café Científico:
 
Charbel Niño El-Hani (Instituto de Biologia, UFBA. Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS. Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biomonitoramento, UFBA).
 
Primo Maldonado (LDM).
Luana Maldonado (LDM)
Nadson Soares (LDM)
Fabiano de Souza Vieira (Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS).
Liziane Martins (Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS)
Nei de Freitas Nunes Neto (Instituto de Biologia, UFBA).
Sidarta Rodrigues (Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, UFBA)
Valter Alves Pereira (Colégio da Polícia Militar. Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, UFBA/UEFS)
Vanessa Carvalho dos Santos (Instituto de Biologia, UFBA).
Anna Cassia Sarmento (Colégio da Polícia Militar)
            Yupanqui Julho Muñoz (Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das 
            Ciências, UFBA/UEFS)
 
 
Calangos – Um jogo eletrônico para ensinar ecologia e evolução
Angelo Loula e Antonio Apolinário (UEFS), Pedro Luís Bernardo da Rocha (UFBA), Leandro Nunes de Castro (Mackenzie), Charbel El-Hani (UFBA).
 
O ensino de biologia tem sido marcado, como a educação científica em nosso país, por grandes dificuldades. Deve ser compromisso, assim, tanto dos governos quanto das universidades e da escola contribuir para a melhoria da formação científica dos cidadãos brasileiros. Dessa maneira, poderemos educar pessoas capazes de exercer sua cidadania de forma mais crítica diante de uma sociedade cada vez mais atravessada pela ciência e tecnologia. Não ser capaz de compreender idéias científicas é hoje um fator de exclusão social, que cria empecilhos para que o Brasil ocupe um papel de maior destaque no cenário sócio-político e econômico mundial.
 
Um dos problemas da educação escolar e, logo, do ensino de ciências reside em sua parca conexão com a vida cotidiana dos estudantes. Isso significa, no caso de muitos estudantes que hoje ocupam nossas salas de aula, trazer para ensino linguagens e outros recursos que mediam suas experiências no seu dia a dia. Certamente, para muitos estudantes do ensino médio, os jogos eletrônicos são uma desses recursos mediadores, caracterizados por uma linguagem própria e com grande potencial para o ensino. Este potencial tem sido, contudo, pouco explorado. Primeiro, porque a produção de um jogo eletrônico educacional de fato coloca grandes desafios. Um dos principais é encontrar um equilíbrio apropriado entre a jogabilidade e a aprendizagem. Por vezes, um jogo com elevada jogabilidade pouco ensina, outras vezes, ele pretende ser tão educativo que deixa de ser um jogo. Segundo, porque ainda se tem grande preconceito contra jogos eletrônicos educacionais, como se fossem apenas brincadeiras, e não recursos de aprendizagem. Contudo, nossa espécie, assim como muitas outras espécies, sempre usou e usa o jogo, a brincadeira como meio de aprendizagem. Estas são apenas algumas entre várias razões pelas quais jogos educacionais são ainda pouco usados em nossa escola.
 
Há três anos decidimos enfrentar esses desafios, com um financiamento obtido junto à FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) e bolsas fornecidas pela FAPESB (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia). Montamos uma equipe reunindo pessoas das áreas de educação, biologia e computação para desenvolver um jogo eletrônico educacional que pudesse contribuir para o ensino de dois assuntos centrais da biologia, evolução e ecologia.
 
O jogo, intitulado Calangos, é baseado na modelagem de um caso ecológico real, encontrado nas Dunas do Médio São Francisco, no Estado da Bahia, investigado por pesquisadores brasileiros, como o prof. Pedro Luís Bernardo da Rocha, do Instituto de Biologia, UFBA. Assim, buscamos também valorizar no jogo a ciência brasileira. Este é um jogo que simula um micro-mundo e coloca os estudantes na pele de lagartos das dunas. Eles precisam aprender a usar estratégias de sobrevivência adequadas em meio às dunas, de modo que seus lagartos possam sobreviver, crescer e se reproduzir com sucesso. Vendo o mundo pelos olhos de um lagarto, eles precisam aprender a enfrentar desafios como a regulação da temperatura por meio do comportamento, expondo-se ao Sol quando seus corpos resfriam, ou buscando a sombra quando super-aquecem. Pior ainda, precisam combinar esses comportamentos de regulação com a tarefa de encontrar comida e escapar dos predadores, que querem transformá-los em comida. Analisando dados que mostram como estão se comportando a temperatura de seus corpos, sua nutrição, sua saúde geral, entre outros fatores, os estudantes vão buscando essas estratégias enquanto aprendem sobre interações ecológicas, fisiologia, comportamento, entre outros assuntos. Além disso, o jogo Calangos teve seu desenvolvimento baseado em uma teoria da aprendizagem específica, por considerarmos que não há como elaborar um recurso para o ensino com qualidade sem basear-se em uma compreensão sobre a aprendizagem. No caso do Calangos, esta teoria foi a teoria da aprendizagem significativa, de David Ausubel e colaboradores.
 
Neste evento especial do Café Científico Salvador, lançaremos a primeira fase do jogo, descrita acima, assim como um documentário sobre o desenvolvimento do mesmo. Nossa expectativa é que o jogo, já disponibilizado para download no site http://calangos.sourceforge.net/, possa vir a contribuir, desde já, para a melhoria do ensino de biologia nas escolas não somente da Bahia, mas de todo o Brasil. Esperamos que professores e estudantes baixem o jogo e experimentem ensinar e aprender com ele. Além disso, no site, disponibilizamos textos sobre o uso de jogos no ensino, a teoria da aprendizagem significativa, as dunas do Médio São Francisco, além de textos e orientações sobre o próprio jogo.
 
Nossa pesquisa continua e pretendemos nos próximos meses lançar a segunda fase do jogo, em que os estudantes construíram seus próprios lagartos, e então a terceira e quarta fases, no ano seguinte, em que o jogo passa a ser jogado no nível populacional (terceira fase), e não individual, e então no tempo evolutivo (quarta fase), e não apenas ecológico.
 
BIBLIOGRAFIA ADICIONAL PARA LEITURA
Ausubel, D. P.; Novak, J. D. & Hanesian, H. 1983. Psicologia Educacional. 2°ed.. Rio de Janeiro: Interamericana.
Gee, J. P. (2007) What Video Games Have to Teach Us About Learning and Literacy (2nd ed.). New York: Palgravre Macmillan.
Kishimoto, T. M. 1993. Jogos tradicionais infantis: o jogo, a criança, a educação (8a ed.). Petrópolis: Vozes.
Mendes, C. (2006). Jogos eletrônicos: diversão, poder e subjetivação. Campinas: Papirus.
Moreira, M. A. 1999. Aprendizagem Significativa. Brasília: Ed. UnB.
Spigolon, R. 2006. A importância do lúdico no aprendizado. Campinas: Universidade Estadual de Campinas.
Prensky, M. (2006). Don't Bother Me Mom—I'm Learning!: How computer and video games are preparing your kids for 21st century success and how you can help! St. Paul: Paragon House Publishers.
Prensky, M. 2007, Digital Game-Based Learning, Paragon House Publishers.