Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Curso de Extensão de Educadores Sociais - BA


ESCOLA PERMANENTE DE EDUCADORES SOCIAIS EM SALVADOR – EPESS
EDITAL DE SELEÇÃO
CURSO DE EXTENSÃO DE EDUCADORES SOCIAIS

APRESENTAÇÃO

O Projeto Escola Permanente de Educadores Sociais (EPESS) tem um objetivo de contribuir para afirmação de estratégias de desenvolvimento local através da formação humana, técnica e política. Visa à articulação de redes de colaboração solidária e, portanto, dará subsídios instrumentais aos atores sociais envolvidos para que possam atuar no desenvolvimento sustentável de suas comunidades. A EPESS reuni a experiência prática do Projeto Educadores Sociais (PESS) que desde 2006 vem realizando diversas ações de caráter formativo com grupos ligados aos movimentos sociais, agentes sociais da comunidade de Salvador e região metropolitana e utiliza metodologias ligadas a educação popular. O PESS teve e tem (agora através da EPESS) como estratégia central a afirmação do bem-viver de todos/as. Para o alcance de todos os objetivos descritos entendemos como principal movimento o desenvolvimento do curso de formação para educadores sociais.

CURSO DE EXTENSÃO PARA FORMAÇÃO DE EDUCADORES SOCIAIS

Este curso é um espaço formativo destinado aos agentes sociais atuantes nas diversas áreas como cultura, educação, movimentos sociais e econômicos numa construção curricular coletiva que visa o fortalecimento do trabalho que desenvolvem e a articulação destes em redes. O curso é prioritariamente voltado para educadores sociais com ação em comunidade que, preferencialmente, não fazem parte de outros espaços formativos institucionalizados.

Objetivos do Curso
I. Construir processos formativos que contribuam para desencadear estratégias de intervenção dos/as educadores/as sociais com as comunidades de forma participativa, democrática e sustentável (do ponto de vista ambiental, econômico, político, social e cultural);
II. Contribuir na ação profissional de educadores/as populares já atuantes em instituições e comunidades de Salvador e Região Metropolitana;
III. Apoiar e incentivar a organização de Redes de Colaboração Solidária.

Aspectos Metodológicos

O curso de extensão adota a metodologia da práxis, ou seja, parte-se da realidade concreta, da relação dialógica e do comprometimento social dos educandos/as para voltar à realidade com ações de impacto sócio-econômico. Nesta perspectiva os “conteúdos” a serem trabalhados não estão pré-definidos.
A construção curricular a ser efetivadas já começa a ser traçada no processo de seleção da turma, onde a equipe conhece os candidatos, tendo em vista os objetivos da formação.
Após a seleção, o curso inicia com um levantamento da atuação, saberes e perfil de todos e de cada um que fará parte da formação buscando compartilhar os conhecimentos pessoais e profissionais. Em seguida, serão introduzidos os princípios fundantes da EPESS. A partir daí, efetiva-se um diagnóstico com a interação dos cursistas, representantes das entidades e das comunidades, visando identificar as potencialidades e dificuldades enfrentadas por estes com base nas suas necessidades cotidianas, definindo coletivamente os conteúdos abordados no curso.
O curso é teórico-prático, como nos ensina Paulo Freire, sendo dialogicamente construída. Tem como estratégia formativa momentos coletivos presenciais e estudos dirigidos a serem realizados entre um encontro coletivo e outro. Há momentos de pesquisa e intervenção nas comunidades desencadeando um processo de investigação, problematização, sistematização e mobilização popular.
Como se organiza o curso?

O curso é desenvolvido em oito meses. Sua carga horária está dividida entre momentos presenciais, não presenciais e estudos dirigidos, totalizando 448 horas.

Os norteadores teóricos adotados pelo curso são: Filosofia da Libertação; Educação Popular; Economia Solidária; Redes; Desenvolvimento Sustentável; Movimentos Sociais, Políticas Públicas; Mobilização de recursos e Elaboração de Projetos.

Os momentos presenciais e estudos dirigidos consistem na reflexão teórica das práticas dos sujeitos para subsidiar, dentre outras ações, a formação de redes de colaboração solidária.
O conteúdo dos momentos não-presenciais funda-se na própria ação dos sujeitos, refletidas e referenciadas pelos princípios teóricos trabalhados e problematizados nos momentos presenciais; estas ações são caracterizadas no curso como práticas comunitárias.
Nesse sentido, devido ao caráter participativo de sua metodologia e, por ser um curso de extensão certificado por uma instituição de nível superior, portanto será exigida um percentual mínimo de 75% de frequência e cumprimento de atividades (teórico-prática) para assegurar o direito de certificação aos/as participantes.
Em geral o curso ocorre sábado e domingo quinzenalmente e uma sexta por mês, além das atividades práticas na comunidade.
Avaliação

A avaliação do curso é processual, sendo realizada no decorrer de cada módulo temático. Considera-se os conteúdos abordados, a metodologia utilizada.
Cada educando/a confeccionará relatórios sistematizando suas experiências nos momentos formativos e práticas comunitárias. Desta forma faz-se um paralelo na avaliação da vivência formativa e prática comunitária.
Duração do curso:
8 meses

Inicio do Curso:
24 /10/2009

Carga horária total do curso: 448 horas
Momentos presenciais : 344 horas
Momentos não-presenciais (pràticas comunitárias): 104 horas

Horários:
Sábados, domingos e sextas 08:30hs às 17:30hs
Dois dias/mês em atividades comunitárias , obrigatórias, para se dedicar as práticas.


PÚBLICO ALVO
N° de vagas por turma: 30

Perfil:
Agentes sociais com atuação em comunidades de baixa renda do Salvador e Região Metropolitana, vinculadas a entidades que desenvolvem ações no âmbito formativo, de geração de renda e organização comunitária que atuam em diversas instâncias da sociedade como: creches, escolas comunitárias e EJA, movimentos sociais, cooperativas e associações de bairro, grupos culturais, grupos produtivos associativos não formalizados, ONGs, entidades de assessoria a grupos de geração de renda.

Critérios:
• Desenvolver trabalho comunitário nas áreas geográficas de Mata Escura, Calabetão, Pirajá, Pau da Lima, Marechal Rondon, São Caetano, Cajazeiras, São Gonçalo do Retiro, Tancredo Neves, Subúrbio, Fazenda Coutos, Bairro da Paz, Itapuã, Cia Aeroporto, Ceasa, Periperi- Nova constituinte, São Cristóvão
• Ter, preferencialmente, identificação, caminhada ou formação em economia solidária;
• Estar envolvido com grupos produtivos e/ou trabalho de geração de renda e/ou formações profissionais;
• Ser vinculados a entidades que tenham ações em comunidades;
• Possuir escolaridade mínima, preferencialmente, ensino médio ou fundamental completo com comprovada experiência em atividades comunitárias;
• Ter identidade e compromisso com a proposta da EPESS;
• Pertencer a uma entidade que tenha identidade e compromisso com a EPESS;
• Ter disponibilidade de tempo (não acúmulo de funções e/ou outras formações em andamento);
• Ser maior de idade.

METODOLOGIA DO PROCESSO DE SELEÇÃO:
O agente social passará por um processo seletivo que acontecerá seguindo a ordem abaixo:
Lançamento do edital ; 29/09/2009
Inscrições: Apresentação de currículo, ficha de inscrição, carta de intenção da entidade assinada; 29/09/2009 à 07/10/2009
Pré- seleção interna: adequação aos critérios do edital; 08 e 09/10/2009 Visita a entidade do candidato; 13 a 16/10/2009
Oficinas de apresentação sobre a metodologia do curso, rede, escola (auto-seleção) – em dois turnos; 17/10/2009
Entrevista; 19, 20/10/2009
Análise do desempenho; 21/10/2009
Divulgação do resultado; 22/10/2009
Prazo de matrícula 23/10/2009
Início das atividades do curso 24/10/2009

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Para participar da seleção:
- Ficha de inscrição carimbada pela instituição.
- Justificativa escrita elaborada na oficina.
Para matricula:
- Curriculum Vitae.
- Cópia RG, CPF, comprovante de residência,
- Cópia Histórico escolar
- Comprovante de escolarização.

DIVULGAÇÃO:
Todo processo de acompanhamento do processo seletivo deverá ser realizado pelo site
www.educadoressociaissalvador.org.br


CONTATOS:
Projeto Escola Permanente de Educadores/as Sociais em Salvador
End.: Tv. Patriarca s/n – Ed. St. Agostinho – Apt. 303
Mata Escura – CEP.: 41225-310
Salvador – BA

Tel/fax: (71)3306-4016
E-mail.:
secretaria_ed_soc@yahoo.com.br 

http://www.educadoressociaissalvador.org.br