Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Tasso Franco é o convidado do Projeto Encontro com o Escritor - BA

Jornalista falará sobre mercado editorial na Bahia e o cenário nacional da literatura contemporânea

O Projeto Encontro com o Escritor, da Fundação Pedro Calmon/ Secult, convida este mês para um bate papo com escritores e leitores, o jornalista e escritor Tasso Franco. O evento será realizado no dia 23 (quarta-feira), às 14h30, na Biblioteca Juracy Magalhães Júnior, no Rio Vermelho. A programação é gratuita e aberta a todos os públicos.
A pauta do encontro será a atual realidade dos autores baianos. “Vou falar um pouco sobre o mercado e as dificuldades que um escritor baiano tem para sobreviver só de literatura, a falta de eventos literários itinerantes na Bahia, a falta de editora comercial e a trajetória dos escritores baianos residentes no Estado”, resumiu Franco.
Para o jornalista, mesmo sendo um estado que sempre revelou grandes escritores, a Bahia ainda é carente de editoras que possam levar para o cenário nacional os novos nomes da literatura contemporânea.
“Esta será uma excelente oportunidade para poetas, contistas, romancistas, historiadores, cordelistas, professores, estudantes, e todos aqueles que de alguma forma tenham relação com as letras. Além, da possibilidade de debater o assunto com um profissional que tem vasta experiência na área de literatura e jornalismo”, destacou a diretora da Biblioteca, Sônia Morelli. O escritor convidado declarou se sentir honrado com o convite, “este projeto é importante porque demonstra um raro momento de encontro com leitores e colegas para um bate papo sobre o setor”.
Tasso Franco - Formado em Jornalismo pela FACOM/UFBA, trabalhou como repórter free lancer nos principais jornais e revistas do país - JB, O Globo, O Estado de São Paulo, Veja e Manchete. Integrou como repórter a equipe de fundação da Tribuna da Bahia (1969). Atuou nos extintos Jornal da Bahia e Diário de Notícias. Foi editor de Cidade do jornal A Tarde (1988) e fundador do seu Caderno Cultural. Criou, implantou e foi diretor de redação do Bahia Hoje (1990) e diretor-geral da Empresa Gráfica da Bahia (1994). Atualmente se dedica à literatura e é diretor da PR-COM, empresa que presta serviços de comunicação.
Entre seus livros publicados estão: A Cidade da Bahia (crônicas, Fundação Casa de Jorge Amado, 2000); Catarina Paraguaçu, a Mãe do Brasil (Relume & Dumará, romance, 2001); O Trancelim da Baiana (Relume & Dumará 2002); Sua Eminência o Cardeal (Relume & Dumará, panegírico de Dom Frei Lucas Moreira Neves 2004); O Brasil de Pierre Verger (Fundação PV, participação, 2006).