Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

segunda-feira, 16 de junho de 2008

TCA oferece oficinas gratuitas para atores e estudantes de teatro - BA

Dança Afro, Griô, Canto Popular e Mímica Corporal Dramática

O Núcleo de Teatro do Teatro Castro Alves vai estender ao público externo as bem sucedidas oficinas realizadas com o elenco do espetáculo “Policarpo Quaresma”, que acaba de estrear na Sala do Coro do TCA, sob a direção de Luiz Marfuz. As oficinas de Mímica Corporal Dramática (MCD), com George Mascarenhas; Dança Afro-brasileira (Marilza Oliveira); Canto Popular (Marcelo Jardim) e Teatro Griô – Contador de histórias (Rafael Morais) têm carga horária de 32 horas/aula e serão desenvolvidas a partir de 01 de julho, na Sala de Ensaios do TCA, podendo participar atores e estudantes de teatro com idade mínima de 18 anos. As inscrições gratuitas serão feitas no período de 18 a 30 de junho, no Núcleo de Produção do TCA, de segunda a sexta, das 14 às 18 horas. Informações pelos telefones (71) 3117-4881/4882 e no site www.tca.ba.gov.br


Existem 30 vagas para MCD, e 16 vagas para cada uma das outras três oficinas. O critério para o preenchimento das vagas ficará a cargo de cada professor. O Núcleo de Teatro conta com o apoio da Secretaria de Cultura e Fundação Cultural do Estado.
MÍMICA CORPORAL DRAMÁTICA - Podem participar atores e estudantes de teatro interessados no desenvolvimento da expressividade cênica. Será ministrada pelo professor George Mascarenhas, formado em Mímica Corporal Dramática pela Ecole de Mime Corporel Dramatique in London, Mestre em Artes e doutorando em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia. A oficina vai abordar os fundamentos da Mímica Corporal Dramática de Etienne Decroux, propiciando um contato inicial com seus princípios técnicos, estéticos, dramáticos e metodológicos e sua possível utilização.


DANÇA AFRO-BRASILEIRA - Uma das expressões artísticas mais significativas da cultura negra no Brasil, a dança afro-brasileira se origina principalmente das danças e histórias dos orixás ou da recriação da simbologia dos mesmos, que são manifestações vivas da natureza. A oficina, também voltada atores e estudantes de teatro, será ministrada pela coreógrafa e dançarina Marilza Oliveira, graduada em Licenciatura em Dança e dançarina profissional pela Universidade Federal da Bahia, com especialização em Estudos Contemporâneos em Dança.

CANTO POPULAR – Destinada a atores e estudantes de teatro que não possuam patologias graves no trato vocal. Estará a cargo do professor de canto Marcelo Jardim, preparador vocal de grupos artísticos, membro fundador do Coro TCA. A oficina tem como objetivos desenvolver a técnica do canto; reduzir vícios e tensões corporais; propiciar um conhecimento básico de teoria e percepção musical e facilitar a relação interprete / platéia.
TEATRO GRIÔ (contador de histórias) – Igualmente destinada a atores e estudantes de teatr, essa oficina será ministrada pelo professor Rafael Morais, graduado em Artes Cênicas pela UFBA, especialista em Técnica de clown e contador de histórias. Realizou cursos teatro de rua, perna-de-pau, pirofagia e técnicas de interpretação teatral e circenses no Brasil, Inglaterra e Itália. A oficina busca a prática da narrativa oral e da encenação de histórias, através de improvisações, jogos e vivências da memória pessoal de cada participante. Também será feito um estudo da tradição cultural baiana através de mitos de divindades, cantigas, danças e brincadeiras populares.