Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

sábado, 19 de abril de 2008

Omi-Dùdú lança o Projeto Dida Alamoju 2ª Etapa – Uma experiência voltada para cultura, tecnologia e educação profissional da juventude negra baiana

O Núcleo Omi-Dùdú realizará no dia 22 de abril (terça-feira) ás 08h30, no Colégio Landulfo Alves, próximo a feira de São Joaquim, o lançamento da 2ª etapa das Oficinas de Cultura Afro – Ano IX que faz parte do Projeto Didá Alamojú – Escola da Sabedoria em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza - SEDES. O evento contará com um desfile de Moda Afro, onde será apresentado o resultado do curso de Confecção e Moda Afro realizado pelo Omi-Dùdú.

O Projeto Didá Alamojú - Escola da Sabedoria: É uma experiência voltada para o beneficio da juventude negra baiana. Em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza – SEDES, propõem a criação de oportunidades para o desenvolvimento sócio-cultural de jovens, através da participação em atividades pedagógicas e artístico-culturais, bem como a oferta de cursos de qualificação profissional e oficinas de Cultura Afro.

O Omi-Dùdú, considera a importância da cultura, da tecnologia e da arte, para a construção da cidadania dos jovens da comunidade negra, bem como a necessidade de oferecer-lhes subsídios para a inserção no mundo do trabalho e o exercício de ações comunitárias. Para tanto, foi lançado a 1ª etapa em Setembro de 2007 beneficiando 15.000 alunos de 50 escolas da rede estadual de ensino com Oficinas de Cultura Afro.

Nesta 2ª etapa, o projeto estará beneficiando 240 jovens em cursos profissionalizantes nas áreas de Confecção e Moda Afro (80), Recepcionista (80) e Estética Afro (80). Os cursos terão carga horária de 300h, sendo três vezes por semana nos turnos matutino e vespertino. Alem dos conteúdos didáticos e pedagógicos os cursos oferecerão medidas facilitadoras como vale transporte, lanche e bolsa auxilio. No mesmo momento será lançado, também, as Oficinas de Cultura Afro que beneficiara 50 escolas com 15.000 alunos da Rede Estadual de Ensino.

OFICINAS DE CULTURA AFRO-BRASILEIRA. É um conjunto de atividades, dinâmicas de recorte sócio-cultural aplicada dentro de uma proposta pedagógica que reforça a auto-estima e põe em prática o exercício da cidadania. O projeto é direcionado a jovens adolescentes alunos e alunas da Rede Estadual de Ensino. Propõe focalizar a Lei 11.645/2008, antiga 10.639/2003 que efetiva a obrigatoriedade da Historia e Cultura Afro-brasileira e Indígena no ensino brasileiro. Através de palestras ilustrativas com debates e interação com a platéia; Mostra de vídeo; Oficinas afro-esteticas e Exposição fotográfica, oferecido a 100 alunos por oficina, tem a duração de 03:h, em ambos os turnos. Mobiliza uma equipe de 20 jovens profissionais capacitados especialmente para oferecer uma concepção positiva da historia e cultura negra, promovendo pertencimento e bem estar valorizado.

Serviço:
O que: Lançamento da 2ª etapa das Oficinas de Cultura Afro – Ano IX
Quando: 22 de abril (terça-feira) ás 08h30
Onde: Colégio Landulfo Alves, próximo a feira de São Joaquim
Realização: Núcleo Omi-Dùdú e S
EDES
Contatos:
Paula Roberta: (71) 88547796 // 33345982 // 33342948
e-mail:
paulaomidudu@yahoo.com.br
Bartolomeu Dias: (71) 88547796
e-mail:
bartolomeudc@yahoo.com.br
Site:
http://www.nucleoomidudu.org.br/