Divulgando oportunidades educacionais desde 08.02.2008

Seguidores do Só Cursos Grátis


Pesquisa personalizada

Siga por email

sexta-feira, 11 de abril de 2008

SENASP inscreve policiais em vários cursos

Policiais federais, rodoviários federais, civis, militares, bombeiros, agentes penitenciários e guardas municipais poderão se inscrever até o dia 24 de abril em cursos gratuitos à distância oferecidos pelo Ministério da Justiça. A iniciativa é parte das ações do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), com o objetivo de melhorar a formação e valorizar os profissionais de segurança pública.
Os cursos, sob coordenação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), oferecerão 45 mil vagas em 19 disciplinas. Mesmo à distância, os alunos contarão com a ajuda de tutores, para tirar dúvidas, estipular tarefas e avaliar os trabalhos produzidos. Terão também acesso às aulas os policiais que não contam com a Internet e poderão participar por meio de 60 telecentros instalados em todo o país.

A coordenadora geral de ensino em segurança pública do Ministério da Justiça, Juliana Barroso, ressalta que os profissionais da área de segurança foram excluídos por muito tempo do processo de aprendizagem por falta de oportunidade, já que as academias de policia não oferecem cursos regulares. "Temos profissionais que há 10 anos não entram em sala de aula. A sensação é de que eles aprenderam a profissão na prática, nas ruas. Esses cursos são importantes, pois oferecem mais técnica e cientificidade ao trabalho policial além de melhorar a auto-estima e valorizar o trabalho de cada um".

Para Juliana, os cursos podem ajudar a reverter esta situação. "A gente acredita e aposta muito na educação para promover a democratização e a qualidade do ensino em segurança pública que vai repercutir na hora do atendimento prestado por esses profissionais".

Os interessados poderão fazer até duas disciplinas entre as oferecidas neste ciclo: polícia comunitária; identificação veicular; crimes ambientais; formação de docentes; atendimento policial a mulheres vítimas de violência doméstica; uso progressivo da força; local do crime; isolamento e preservação; tráfico de seres humanos; prevenção à violência e à criminalidade; direitos humanos, combate á lavagem de dinheiro; uso das informações na gestão das ações de segurança pública; busca e apreensão; técnicas e tecnologias não letais; gerenciamento de crises e emergencista pré-hospitalar; português instrumental; redação técnica e saúde ou doença: de qual lado você está?.

As inscrições podem ser feitas pelo endereço www.mj.gov.br/ead.
Fonte: Ministério da Justiça